Translate

sábado, 28 de janeiro de 2012

CRIADO GRUPO DE TRABALHO PARA SER INTERLOCUTOR JUNTO À SEDUC PARA TRATAR SOBRE EDUCAÇÃO DO CAMPO

A Coordenação do Fórum Paraense de Educação do Campo anuncia que foi criado o Grupo Permanente de Trabalho – GPT, para ser o interlocutor junto a Secretaria de Estado de Educação – SEDUC, com o objetivo de promover a discussão, divulgação e implementação das Diretrizes e das Políticas Públicas da Educação do Campo no Estado do Pará.

A Portaria de número 004/2012-GS/SEDUC foi publicada no Diário Oficial do Estado no Caderno 2 - Quarta-Feira, 18 de Janeiro de 2012.

O Grupo Permanente de Trabalho – GPT, terá o prazo de até 45 (quarenta e cinco) dias para elaborar o seu Regimento Interno.

No início do mês de fevereiro vamos marcar reunião específica para tratar dessa questão com os integrantes do Grupo.
Vejam a seguir a íntegra da Portaria com os seus componentes:  

PORTARIA Nº 004/2012-GS/SEDUC - NÚMERO DE PUBLICAÇÃO: 331141

O Secretário de Estado de Educação, usando de suas atribuições legais, Considerando a memória da reunião realizada pela CECAF / MOVA / COEM / AMUT / CODESEI / COIMP / DEDIC / SAEN / SEDUC / UEPA / UFPA / MST / FPEC / CEE / ACARFAR / Associação dos Municípios Paraenses e Movimentos Sociais;
Considerando o Memo. n.º 400/CECAF/DEDIC/SAEN, de 27 de dezembro de 2011.
R E S O L V E:
Art. 1º. Criar o Grupo Permanente de Trabalho – GPT, para ser o interlocutor junto a Secretaria de Estado de Educação – SEDUC, com o objetivo de promover a discussão, divulgação e implementação das Diretrizes e das Políticas Públicas da Educação do Campo no Estado do Pará.
Art. 2º. Nomear os seus membros representantes institucionais, sob a presidência da primeira, ficando dois e somente dois, exceto o Conselho Estadual de Educação, que terá um e somente um com direito a voto nas tomadas de decisões no referido GPT.
1. ALDEÍSE GOMES QUEIROZ – Titular - DEDIC/SEDUC,
2. EDINILZA MAGALHÃES DA COSTA SOUZA – Suplente – DEDIC/SEDUC,
3. MARIA CELESTE GOMES DE FARIAS – Titular - CECAF/SEDUC,
4. LUCÉLIA LEITE FERREIRA – Suplente – CECAF/ SEDUC,
5. LEÔNIDAS DOS SANTOS MARTINS – Titular – CEE,
6. RONALD ARAÚJO DE ANDRADE – Suplente – CEE,
7. ALEXANDRE VINÍCIUS CAMPOS DAMASCENO – Titular – UFPa,
8. ZANETE DE ALMEIDA GUSMÃO – Suplente – UEPa,
9. ROBERTA DE FÁTIMA RODRIGUES GUSMÃO – Titular – IFPa,
10. WALDIR ANTONIO DO NASCIMENTO SILVA – Suplente – UFRa,
11. NESTOR DEITOS – Titular – MST,
12. MARIA DO PARTO FERREIRA NOGUEIRA – Suplente – MORIVA,
13. JUREMA MARIA DO AMPARO – Titular – FETAGRI,
14. JOÃO DOS SANTOS ANDRADE – Suplente – SINTEPP,
15. LILIANE BARROS OLIVEIRA - Titular – SEMED,
16. ROSIANE MORAES PEIXOTO – Suplente – SEMEC,
17. SANDRA HELENA ATAÍDE DE LIMA – Titular – UNDIME,
18. NAIR CRISTINE DA SILVA MASCARENHAS – Suplente – UNDIME,
19. MAGNA NAZARÉ FERNANDES DOS SANTOS – Titular – FAMEP,
20. DIONE MARTINS MONTEIRO – Suplente – FAMEP.
Art. 3º. O Grupo Permanente de Trabalho – GPT, terá o prazo de até 45 (quarenta e cinco) dias para elaborar o seu Regimento Interno;

Luciana F. R. da Silva
Pela secretaria do FPEC - Fórum Paraense de Educação do Campo

Zé Roberto e outros casos de racismo no futebol gaúcho

Agora no Bahia, Zé Roberto foi vítima de racismo no Sul. Foto: Esporte Clube Bahia/Divulgação
Agora no Bahia, Zé Roberto foi vítima de racismo no Sul
O futebol gaúcho carrega em sua história diversos episódios de racismo que remetem ainda à primeira metade do século passado, quando atletas negros eram proibidos de jogar no Internacional e Grêmio, o que originou a Liga dos Canelas Pretas, um campeonato paralelo realizado em Porto Alegre. Com o tempo, o time tricolor, até por suas origens, assumiu a postura de equipe dos descendentes de europeus, enquanto o rival colorado virou o time do povo. Apesar de fazer parte do passado, as ofensas persistem nos cânticos, nos quais os torcedores do Inter são chamados de "macacada", além de episódios de racismo dentro e fora dos campos contra jogadores de ambos os times.
Em entrevista durante a apresentação no Bahia, nesta semana, o meia Zé Roberto disse que deixou o Internacional, time com o qual tinha contrato até 2013, porque seu filho foi vítima de racismo na escola. "Eu não gosto nem de falar muito sobre isso. Mexeu muito comigo, com a família. Foi o que mais fez com que eu deixasse o Inter", confessou. Na final do Campeonato Gaúcho de 2011, o jogador foi alvo de outra manifestação racista, quando a torcida gremista imitou o som de macacos ao ouvir o seu nome durante uma substituição.
O meia Tinga também sofreu o mesmo tipo de ataque em 2006, em um jogo do Internacional contra o Juventude, pelo Brasileiro. Cada vez que pegava na bola, a torcida imitava o som de macaco. Hoje, ele prefere não falar mais sobre o episódio. Jogadores gremistas também já foram alvo de racismo. Ainda em 2006, Jeovânio Rocha do Nascimento foi alvo de uma ofensa racista após uma entrada forte do então zagueiro do Juventude Antônio Carlos, que deixou o campo esfregando a mão no braço, referência racista à cor da pele do adversário. Hoje no Santa Cruz, o jogador prefere não falar mais sobre ao assunto.
'Preto filho da p****'
A frase acima foi a ofensa racista ouvida pelo jogador Glauco Simonelli Venancio, quando defendia o Ypiranga de Erechim (RS), após pedir a bola do gandula em uma partida contra o Santa Maria. "Estávamos perdendo o jogo por 3 a 2. Quando eu fui pedi a bola para o gandula, ele não queria dar, daí eu falei pô, me dá rápido, então o preparador de goleiros estava do outro lado da grade daí ele falou: 'preto filho da p***' e me chamou ainda de macaco".
"Não sou eu que vou conseguir acabar com isso, porque sempre vai existir, mas é difícil, porque você está ali, lutando pelo pão de cada dia, para dar um futuro para a sua família. Quando aconteceu isso, minha filha estava presente, e quando chegamos em casa ela veio me perguntar: 'pai, por que você está chorando, o que foi que aconteceu?' Mas naquele momento eu não podia falar. Inclusive, um dia ela chegou para mim e disse: 'pai, por que eu nasci moreninha, então?' Eu respondi que era porque Deus quis assim", lembra.
Apesar da fama, o Grêmio tem na sua Calçada da Fama o ex-jogador e hoje vereador de Porto Alegre Tarcisio Flecha Negra. Ele diz que nunca sofreu nenhum tipo de preconceito: "nunca senti, até hoje, nenhum tipo de preconceito por ser negro". No entanto, admite que a torcida do Grêmio se referir aos colorados como "macacada" extrapola os limites.
"Eu acho que extrapola um pouco, eu não sei... Quando cantam aquilo para o Internacional, o torcedor tem direito, desde que não agrida fisicamente qualquer outra torcida que seja, mas cantar, gritar, botar faixa, todos nós temos direito de reivindicar... Acho que aqui já se está acostumado, os colorados chamam o Olímpico de chiqueiro, e os colorados são chamados de macacada lá (no Beira-Rio)", diz ele, referindo-se ao combate como algo local, que não é muito bem compreendido por outros Estados brasileiros.
Ele diz que quando chegou ao Estado, em 1973, ficou reticente com a história do clube. "Havia a história de que o Grêmio era um time onde não jogavam negros, mas depois vieram o Tesourinha, Juarez, Alcinho e Paulo Lumumba", enumera. Para ele, a restrição estava relacionada à proximidade com a Argentina e Uruguai, além do Rio Grande do Sul ter recebido muitos imigrantes da Polônia, Alemanha e Itália. "Os negros foram para a Bahia, Rio de Janeiro, Minas Gerais, se veem poucos aqui. Então na história teve muito racismo, só que hoje eu não vejo muito isso".
Já o advogado, ex-radialista e profundo conhecedor do futebol gaúcho Antonio Carlos Cortes é bastante crítico quando à conotação racista embutida na batalha entre as duas torcidas. Ele afirma ainda que o Rio Grande do Sul é o Estado mais racista do Brasil. "Até recentemente, em grenais realizados no Olímpico, a torcida do Grêmio estendia um faixa dirigida à torcida do Internacional com a inscrição: 'a maior macacada do Rio Grande do Sul'".
Ele lembra ainda o episódio da contratação do centroavante Christian pelo Grêmio. "Ele estava nas sociais do Grêmio com toda a família, amigos, dando autógrafos. Quando o Inter entrou em campo, a torcida do Grêmio começou a imitar macacos, e segundo registro de jornais da época, ele (Christian) foi afundando na cadeira porque dentro de campo tinha o Roger, Tinga, Douglas, todos negros...", conta.
Paulo Cézar Lima, o Caju, atleta que ganhou notoriedade no Botafogo e fez parte da Seleção Brasileira de 1970, relata também o racismo que encontrou no Rio Grande do Sul na década de 60. Ele relata no livro Fala Crioulo, do Aroldo Costa, o seguinte:
"Quando passei a excursionar com o Botafogo comecei a sentir o racismo pelo interior do País. Uma das coisas que mais me chocaram foram as tabuletas que encontramos em bares e restaurantes que encontramos em Bagé, Santana do Livramento e Uruguaiana, no Rio Grande do Sul, onde dizia: proibida a entrada de negros. Nós éramos cinco ou seis jogadores negros, Jairzinho, Moreira, Leônidas, Zequinha e, para nós, o aviso tinha o efeito de uma punhalada no peito. A gente então imaginava como não deveria ser a vida de crioulo local, marginalizado e humilhado por aquelas tabuletas de m... Aí, só de bronca, entramos no peito e na raça só para ver se acontecia alguma coisa e a gente criava logo um sebo, mas como nós éramos conhecidos, fingiam que não viam a cor da gente'", diz Cortes, ao ler um trecho da publicação.
"O Rio Grande do Sul é o Estado mais racista de todo o Brasil. Isso é evidente. A cada momento ocorrem situações terríveis. Tanto que você não encontra treinadores negros. Tem as exceções, mas exceção confirma a regra. Eu dizia para Escuro (Escurinho, ídolo colorado morto no ano passado) que aquela cabeça que resolvia dentro de campo, que até mudava o que o treinador determinava, não servia para ficar na boca do túnel", afirma.
Ele acusa os dirigentes de serem coniventes com as manifestações racistas das torcidas. "Existe certo fingimento de que não se sabe de nada nas direções dos clubes, porque muitas vezes, com a torcida votando nas eleições dos clubes, os dirigentes não querem se indispor com as torcidas. Ou será que a torcida ao seu bel prazer estende a faixa lá? A direção poderia dizer tira isso daí (...) há setores, torcidas que dizem que tem uma alma castelhana, renegam a alma brasileira. Quando argentino chama o brasileiro de macacada, é no sentido amplo e atinge o brasileiro de um modo geral, porque aqui tem uma maioria negra. Mas o sentido é agressivo e ofensivo dentro desta realidade que existe".

DOM ORANI PRESTA SOLIDARIEDADE ÀS VÍTIMAS DO DESABAMENTO NO RIO

O desabamento de três edifícios na avenida Treze de Maio, no centro da cidade do Rio de Janeiro provoca comoção em todo o país. Até a manhã desta sexta-feira, sete corpos foram localizados pelos bombeiros, que trabalham incessantemente no local. Vinte pessoas ainda estão desaparecidas. O governador do estado, Sérgio Cabral, decretou luto oficial de três dias.
O arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta, divulgou nota sobre a tragédia, que reproduzimos na íntegra:
Nota do arcebispo sobre o desabamento no centro do Rio
Juntamente com toda a comunidade arquidiocesana, manifesto a minha solidariedade e o meu pesar a todas as pessoas e familiares vítimas no desabamento dos três prédios no Centro da cidade, ocorrido na noite de quarta-feira e que resultou em mortos e feridos.
Em espírito de unidade e solidariedade, conclamo a todos que rezem pelos falecidos, pelos feridos e pelas famílias atingidas por essa dor que também é de toda a cidade do Rio.

Confiantes na misericórdia de Deus, convido parentes, amigos e autoridades para a Missa de Sétimo Dia na intenção dos falecidos, a ser realizada no próximo dia 2 de fevereiro, quinta-feira, às 10 horas, na Catedral de São Sebastião, na Avenida República do Chile.
Rio de Janeiro, 26 de janeiro de 2012.
Dom Orani João Tempesta
Arcebispo do Rio de Janeiro

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

BIBLIOTECA VIRTUAL DE EDUCAÇÃO DO CAMPO

Para você que se interessa por Educação do Campo ou que pretende conhecê-la. O Blog foi atualizado em 10/01/2012 e possui 450 links. Então, não perca tempo e acesse:

SEMINÁRIO DE GESTÃO E COMERCIALIZAÇÃO SUSTENTÁVEL

Ótima notícia.
O MMNEPA em parceira com PDA através do Projeto PADEQ, vem realizar o seminário de Gestão e Comercialização Sustentável que será nos dias 26 e 27 de janeiro de 2012 em Santa Maria do Pará.
Informações de  Eliza Carmo via facebook.

ARROZ DOCE SEM AÇUCAR.

Achei legal essa receita de arroz doce sem açucar. Encontrei em um dos blogs sobre culinária que aponto no meu, no caso, o blog denominado de NA COZINHA DA CARINA. Experimente e visite o referido blog muitas outras vezes.

arroz-doce-diet-01
Ingredientes:- 2 xícaras (chá) de arroz cru
- 1l de leite desnatado
- 300ml de água
- cerca de 10 colheres (sopa) de adoçante Tal & Qual
- 6 cravos
- raspas de ½ laranja
- 1 vidro de leite condensado diet (ou uma receita que você vê
aqui)
- canela em pó a gosto
leite-condensado-diet
Modo de Preparo:Numa panela coloque o arroz, a água e 300ml de leite, 4 colheres de adoçante, as raspas de laranja e o cravo. Deixe cozinhar em fogo baixo, mexendo de vez em quando até que o arroz fique macio. Junte o leite condensado, o restante do leite e do adoçante, mexa bem e deixe cozinhar por cerca de 15 minutos. Distribua em potinhos e sirva com canela em pó por cima.
arroz-doce-diet-02
Fica idêntico ao Arroz doce tradicional, com açúcar e leite condensado comum.
Dica: você pode variar a quantidade de adoçante e de leite conforme seu gosto.

BENILDO JONAS, DE IPIXUNA DO PARÁ, É DESMENTIDO.

Postei sobre o traslado de jogador de Ipixuna do Pará, que morreu na República Tcheca. O informante foi Benildo Jonas, que milita nos âmbitos das políticas sindical e partidária. Abaixo, o mesmo está sendo desmentido. Saliento que tal informação foi capturada do facebook, pois o mesmo não enviou diretamente para mim. Ele informou que o ex-prefeito bancou as despesas do traslado.  Abaixo o comentário de quem o desmente.
Ipixunenses Conscientes.Jan 23, 2012 02:19 PM
Segundo relatos obtidos por familiares essa informação não é verdadeira, pois é preciso verificar essa informação porque nós que moramos em Ipixuna do Pará, e conhecemos a familia do ex jogador, sabemos que o recurso disponibilizado de transladação do corpo e inclusive despesas com familiares foram totalmente custeadas pelo atual prefeito Evaldo Cunha, portanto queremos lamentar o ocorrido e com muito pesar repudiar a atitude de pessoas que usam um momento de tamanha tristesa para tirar dividendos políticos.

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Manter obesidade longe das crianças

Ana Ni Ribeiro - Licenciada em Ciências da Nutrição e Alimentação e Biologia Aplicada

A obesidade pediátrica tem aumentado em Portugal de uma forma dramática nas últimas décadas, com consequências graves na saúde. Uma em cada três crianças portuguesas tem excesso de peso. A prevalência desta doença crónica é tão elevada que a Organização Mundial de Saúde já a considera a epidemia do séc. XXI.

Cerca de trinta por cento dos jovens com excesso de peso correm o risco de se tornarem adultos obesos, com os consequentes problemas de saúde: Diabetes tipo 2, tensão arterial elevada, dislipidemias (LDL e TG elevados)/aterosclerose, depressão e baixa autoestima, risco associado a aumento de certos tipos de cancro. A obesidade está associada a uma redução de cerca de oito anos na esperança média de vida. Esta será a primeira geração a viver menos do que a geração dos seus pais e avós.

Contrariar esta tendência é um dos maiores desafios que os pais, educadores e profissionais de saúde enfrentam.
Combater a obesidade implica alterar hábitos, não só os das crianças como dos pais. São os pais que devem dar o exemplo e incentivar a criança a adquirir rotinas mais saudáveis que devem estar presentes dentro e fora de casa. Toda a família deve seguir uma alimentação saudável e aumentar o tempo de atividade física.

Há sinais de alerta simples aos quais os pais devem estar atentos: se a criança veste dois ou três tamanhos acima do indicado para a idade ou se come às escondidas, deve procurar ajuda do nutricionista ou pediatra. Levantar-se durante a noite para comer ou apresentar sinais de distúrbios alimentares, como bulimia ou o consumo compulsivo de comida, também devem motivar a procura de ajuda. Crianças com excesso de peso ou obesidade devem ter uma ajuda especializada. É importante que seja assegurada uma intervenção a nível comportamental para melhorar os hábitos alimentares e promover a prática de atividade física.

Regras à mesa que ajudam a controlar o peso: as refeições devem ser feitas à mesa e nunca no sofá; desligue a televisão: distrai as crianças e leva-as a comer durante mais tempo e em maior quantidade; defina horários para as refeições; não leve a travessa para a mesa: prepare os pratos e sirva-os; pelo menos uma refeição deverá ser tomada em família; estimule o consumo de sopa, no início da refeição, ao almoço e ao jantar.

Dê o exemplo; incentive a criança a mastigar corretamente e não deixe a refeição prolongar-se durante muito tempo; evite o consu-mo de pão à refeição; se, após a refeição, a criança disser que tem fome, não a sirva logo. Espere que passem alguns minutos.

Uma criança que cresce com hábitos saudáveis é um agente de prevenção de doenças e de promoção da saúde, não só junto dos adultos que a rodeiam, como, mais tarde, como educadora. Prevenir o futuro, já que os números do presente são reveladores de preocupação. No último ano em Portugal, ocorreram cerca de 35 mil mortes por doenças cardiovasculares, das quais se estima um pouco menos de 20 mil devidas a acidente cerebrovascular e mais de 10 mil a enfarte do miocárdio.

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Cientistas devem abordar mais a agricultura nas negociações climáticas, sugere artigo

 
611 Cientistas devem abordar mais a agricultura nas negociações climáticas, sugere artigo
Cientistas defendem mais ênfase na agricultura, por meio de acordos setoriais. Foto: Krishna Sigh/UN

Contribuir efetivamente para o setor agrícola se adaptar às mudanças climáticas e, ao mesmo tempo, diminuir as emissões de gases de efeito estufa (GEE) e aumentar a produtividade para atender à crescente demanda mundial por alimentos. Estas são as principais diretrizes que a comunidade científica mundial deve adotar, levando-se em conta os tímidos avanços acerca do tema obtidos nas últimas conferências das Nações Unidas sobre o clima (COPs), segundo artigo publicado na edição desta sexta-feira, 20 de janeiro, da revista Science.
A avaliação foi feita por um grupo de cientistas de diversos países, com participação brasileira. Participam do artigo pesquisadores do Reino Unido, Índia, Austrália, México, França, Estados Unidos, China, Etiópia, África do Sul, Quênia, Vietnã e do Brasil, representado pelo secretário de políticas e programas de pesquisa e desenvolvimento do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Carlos Nobre.
Na publicação, os autores convocam os cientistas a assumir um papel mais relevante para apoiar as decisões nas negociações climáticas da ONU em 2012, assegurando que os participantes estejam informados, com dados claros, sobre como as mudanças climáticas põem em risco a segurança alimentar e o que pode ser feito para evitar uma catástrofe.
Na avaliação deles, a 17ª Conferência das Partes das Nações Unidas sobre o Clima (COP-17), realizada ao final de 2011 em Durban, na África do Sul, representou um momento político muito oportuno para a criação de um programa de adaptação e mitigação dos impactos das mudanças climáticas na agricultura sob a direção do Órgão Subsidiário de Assessoramento Científico e Tecnológico (SBSTA, na sigla em inglês) da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas.
Durante o encontro, os países participantes se comprometeram a se engajar no estabelecimento de um acordo legal até 2015 que possibilite reduzir as emissões globais dos gases de efeito estufa e começar a discutir como incluir a agricultura nas negociações de clima por meio de ações setoriais.
Entretanto, de acordo com os autores do artigo, as ações acordadas em Durban foram na linha da mitigação, seguida nas negociações da Convenção do Clima, que estão separadas das discussões sobre adaptação. “Isso obscurece as oportunidades para a agricultura, que pode se beneficiar de ambos (a mitigação e adaptação) e leva à conclusão de que o foco na adaptação agrícola, que é uma prioridade para os países em desenvolvimento, será reduzido”, avaliaram.
Áreas da agricultura
Com base nos obstáculos e oportunidades surgidas em Durban e nas recomendações lançadas em novembro pela Comissão para Agricultura Sustentável e Mudanças Climáticas, criada por cientistas de seis continentes em março de 2011 para desenvolver recomendações políticas e adaptar o setor agrícola para as pressões ambientais, os autores sugerem no artigo áreas em que a comunidade científica poderia contribuir para avançar as negociações climáticas da ONU.
Entre as áreas estão “silvicultura e agricultura”, “novos sistemas de informação”, “financiamento climático” e “ações nacionais”. “São necessárias mais pesquisas integradas, com foco sobre práticas agrícolas sustentáveis apropriadas para diferentes regiões, sistemas de cultivo e paisagens, particularmente nos sistemas sociecológicos mais vulneráveis”, destacam os pesquisadores.
De acordo com os autores, o objetivo é conseguir um espaço seguro de operação, onde os agricultores possam produzir alimentos suficientes para atender às necessidades globais, adaptando-se às mudanças climáticas e minimizando o impacto ambiental da produção agrícola.
O artigo também aponta que os cientistas podem ajudar com a identificação de oportunidades robustas de pesquisa de adaptação e mitigação agrícola com recursos do Fundo de Adaptação às Mudanças Climáticas, do Protocolo de Kyoto, do Mecanismo de Desenvolvimento Limpo e do Fundo Verde para o Clima, que investirá U$$ 100 bilhões por ano para mitigação e adaptação às mudanças climáticas em países em desenvolvimento.
Os autores destacam no artigo algumas práticas agrícolas alternativas, desenvolvidas em diferentes regiões do mundo, que se mostram promissoras para reduzir as emissões de gases de efeito estufa ao mesmo tempo em que aumentam a produtividade.
Eles também esboçam diversas sugestões para a Convenção das Nações Unidas sobre Mudança do Clima e chamam os cientistas para começar a se envolver com a COP-18, que será realizada no final de 2012 no Qatar. “Por meio da expansão do conhecimento de práticas agrícolas que podem proporcionar diversos benefícios e da ligação entre agricultura e silvicultura, os cientistas podem dar grandes contribuições para essas iniciativas”, concluíram.
* Com informações da Agência Fapesp.
** Publicado originalmente no site EcoD.

Novo Hamburgo sedia Fórum Social Temático no dia 25

Na quarta-feira, dia 25 de janeiro a cidade de Novo Hamburgo será um espaço para debater a questão da sustentabilidade urbana. Isso porque ocorre no Pavilhão 1 e no Centro de Eventos da FENAC, das 8h às 22h30, o Fórum Social Temático (FST). O tema será abordado através de oficinas, debates, apresentações culturais, feira de economia solidária, fórunzinho da juventude, exibição de filmes, entre outras ações. O evento visa unir a comunidade para, de forma organizada e conjunta, construir um modelo alternativo de sociedade frente às mudanças globais.

O tema “sustentabilidade urbana” é proposto a partir das discussões do Fórum Social Mundial (FSM), que ocorre em Porto Alegre, de 24 a 29 de janeiro. A edição de 2012 vai levantar os assuntos ligados a crise capitalista, justiça social e ambiental. Em Novo Hamburgo, durante todo o dia de atividades, os participantes poderão pensar a cidade em que vivem e as mudanças que buscam, além de poder contribuir e conhecer trabalhos e iniciativas já realizadas no Município.


Como encerramento do evento será elaborado a carta de Novo Hamburgo, que será encaminhada ao FST Porto Alegre, rumo a Rio+20 - Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, evento que ocorre em junho no Rio de Janeiro. Após esta atividade, ocorrerá a apresentação de um espetáculo teatral e, finalizando o encontro, o show dos músicos do projeto MusicAmerica. O grupo é formado por trovadores, cantores e cantautores do Brasil, Cuba, Nicarágua, Equador, Paraguai, Argentina e Uruguai. Eles interpretam canções identificadas com os direitos ambientais, humanos, culturais, sociais e políticos. A atividade está marcada para ocorrer às 20h.

Segundo a comissão que organiza o FST hamburguense, para as atividades da FENAC é estimado um público de cerca de mil pessoas. As inscrições, gratuitas, podem ser feitas pelo site www.fstematico2012nh.org. Haverá credenciamento também no local na manhã do evento. No site, os interessados também poderão conferir a relação das oficinas, a programação completa e os locais de saída do Município de ônibus gratuitos para o evento.

Programação completa:

8h às 9h – Credenciamento
9h às 9h30 - Abertura Oficial
10h - Painel de abertura: O Desenvolvimento Sustentável e a Cidade: Conceitos e Práticas. Com Daniele Tubino Pante de Souza - Arquiteta e Urbanista pela UFRGS. Mestranda do Núcleo Orientado para a Inovação da Edificação (NORIE) – e Santiago Muñoz Navarrete - Engenheiro Civil pela Universidad de los Andes e Mestre pelo NORIE/UFRGS, pesquisador nas áreas de Sustentabilidade, Urbanismo e Gestão de Projetos na Construção Civil.
11h30 às 12h – Debates.
13h30 às 15h e das 15h às 16h30 – Oficinas.
16h30 às 17h: Intervalo.
17h às 18h: Plenária final – Construção da Carta de intenções para uma cidade mais sustentável. Sistematização das principais ideias surgidas durante as atividades e elaboração do documento (Carta de Novo Hamburgo) final para ser encaminhado ao FSTemático POA rumo a Rio+20.
18h: Atrações culturais.
19h: Espetáculo Teatral “Comusa atuando na cidade”, do Grupo Luz & Cena.
20h – Show de Encerramento – Apresentação do Grupo MusicAmérica.

Outras Atrações:
Fórunzinho da Juventude: Das 13h30 às 16h30.  
Exibição de filmes: Turno da tarde: Filme Lutzenberger: For Ever Gaia e Lixo Extraordinário.

IPIXUNA DO PARÁ: corpo do jogador paraense Paulo Rodrigues (Paulinho), poderá ser sepultado em sua cidade natal.


Ex-Prefeito de Ipixuna, disponibiliza apoio para que o corpo do jogador Paulinho, morto em um acidente no ultimo dia 02 de Janeiro, na Republica Tcheca, seja sepultado em sua cidade natal. É desejo da família e dos amigos de Paulo Rodrigues prestar essa ultima homenagem.
Informação enviada por Benildo Jonas de Ipixuna do Pará.

FIM DA GREVE DA PM PARAENSE: MAS AS TENSÕES CONTINUAM

Embora a greve tenha chegado ao fim, de acordo com notícias veiculadas na mídia local, ainda há tensão nas tropas. Há quem concorde com a proposta do governo do estado e os que pretendiam levar o movimento em frente. O Secretário de Segurança Pública assegurou que não haverá retaliações, pois tal postura, segundo ele, nao faz parte do pefil do atual governo. Já pensou o estado do Pará sem policiamento durante uns três dias? Se com o policiamento... 

Pelas ruas, conversei com algumas pessoas. Todas concordam que os policiais precisam ganhar mais e devem ter melhores condições de trabalho. Mas a maioria entende que o governo já fez uma boa proposta e deixou o caminho aberto para outras mehorias aos militares, portanto o bom mesmo seria a volta ao trabalho. Quem não gostou da reunião que colocou fim à greve foi a bandidagem.

E vem mais um concurso para as polícias militar e civil. Vai melhorar o número, embora ainda não seja o ideal. Fico na torcida para que sejam novos policiais de qualidade, gente séria, competente para o trabalho e que não se envolvam em corrupção. Já chega de corrupção na polícia brasileira. Tomara sejam ótimos os novos policiais após o concurso. Polícia não deve ser caso de polícia.

Serra avisa: não foi ao Canadá. Kkkkkkkk


A estudante Luiza Rabelo, que foi e voltou do Canadá (Foto: Daniel Teixeira/AE)

Brincadeira com adversário político do PT propagada pelo perfil oficial da Presidência no Twitter. O caso, grave, deve acabar em demissão. Um funcionário da Secretaria de Comunicação Social da casa postou nesta quinta-feira: “Com a volta da Luiza, quem tá indo para o Canadá é o Serra…”
A mensagem veio acompanhada do link para um blog de humor do site do jornal O Estado de S.Paulo que faz piada mesclando o meme do momento – a Luiza, que está no Canadá – com a notícia da não candidatura de Serra a prefeito de São Paulo.
O post foi apagado em minutos e substituído por um pedido de desculpas da Presidência. O governo informou que o funcionário confundiu o perfil oficial com o perfil pessoal e, constrangido com a situação, pediu demissão. A exoneração deve sair no Diário Oficial nos próximos dias, segundo o Planalto.
Serra, alvo da piada, aceitou as desculpas e, também pelo Twitter, disse que a demissão não era necessária, pois o servidor admitira o erro. E apressou-se a esclarecer: “Ah, sim, queria avisar o Planalto que não fui ao Canadá, até porque a Luiza voltou.”
Em tempo, a Luiza em questão é Luiza Rabelo, uma estudante de 17 anos da Paraíba. A jovem foi alçada à fama instantânea pelo comercial de uma construtora em que o pai dela recomenda um empreendimento imobiliário.
No vídeo, o colunista social Gerardo Rabelo diz que fez questão de reunir toda a família – “menos Luiza, que está no Canadá” para falar das vantagens do lançamento.
O vídeo caiu nas graças dos internautas e o bordão involuntário virou hit nas redes sociais. Luiza, registre-se, voltou ao Brasil e colhe os louros do posto de celebridade do momento.

De volta ao Brasil, Luiza estrela seu próprio comercial

 A estudante Luiza Rabello, de 17 anos, na Rua Oscar Freire, na capital paulista, nesta quinta-feira.

Jovem virou fenômeno da internet. Bordão causou confusão até na Presidência

A estudante Luiza Rabello, de 17 anos, na Rua Oscar Freire, na capital paulista, nesta quinta-feira (Daniel Teixeira/AE)
Com pouca desenvoltura e muito sotaque, Luiza Rabelo, de 17 anos, ataca novamente. Foi lançado o segundo vídeo da Luiza, aquela "que está no Canadá". De volta ao Brasil, ela agora estrela seu próprio comercial, apresentando os atributos do mesmo condomínio residencial, em João Pessoa (PB), que lhe trouxe fama.
"Eu sou Luiza, que estava no Canadá, no curso de intercâmbio cultural e, mais do que nunca, apaixonada pelo Brasil", diz a celebridadade instantânea. Ao final, a propaganda tenta lançar um novo bordão: “Boulevard Saint German, o apartamento da Luiza”. 
O fenômeno da internet espalhou-se de tal forma que causou confusão até no Palácio do Planalto. Um funcionário da Secretaria de Comunicação Social da Presidência postou no Twitter oficial da casa na quinta-feira: “Com a volta da Luiza, quem tá indo para o Canadá é o Serra…” 
O responsável pela gafe pediu demissão. O governo publicou no mesmo Twitter um pedido de desculpas pelo ocorrido. O Planalto informou nesta sexta-feira que o pedido de demissão foi aceito, mas não há previsão de quando a exoneração será publicada no Diário Oficial da União.
José Serra, alvo da piada, aceitou as desculpas e, também pelo Twitter, disse que a demissão não era necessária, pois o servidor admitira o erro. E apressou-se a esclarecer: “Ah, sim, queria avisar o Planalto que não fui ao Canadá, até porque a Luiza voltou.”
A jovem foi alçada à fama pelo comercial de uma construtora em que o pai dela recomenda um empreendimento imobiliário. No vídeo, o colunista social Gerardo Rabelo diz que fez questão de reunir toda a família – “menos Luiza, que está no Canadá” para falar das vantagens do lançamento. O vídeo caiu nas graças dos internautas e o bordão involuntário virou hit nas redes sociais.
Fonte: http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/de-volta-ao-brasil-luiza-estrela-seu-proprio-comercial
Bruno Huberman e Luciana Marques

A Lista dos 10 piores alimentos para o ser humano

Por: Nadia Cozzi

Recebi um email sobre “Os 10 piores alimentos para o Ser Humano” e concordei com tudo o que foi escrito, mas fiquei pensando, como as pessoas que não tem o conhecimento das trocas que se pode fazer a favor de uma alimentação mais saudável, agiriam, provavelmente com pessimismo e com a famosa frase: “Ah se eu for pensar nisso não como mais nada”.
Mas não se deixe contaminar pelo pessimismo, criei dicas bem fáceis e criativas para você transformar estes alimentos em versões mais saudáveis e saborosas.Conheça o abaixo a lista feita pela nutricionista Michel Schoffro Cook e “soluções” para transforma-los.

10º lugar: Sorvete.

Apesar de existirem versões mais saudáveis que os tradicionais sorvetes industrializados, esse alimento geralmente possui altos níveis de açúcar e gorduras trans, além de corantes e de saborizantes artificiais, muitos dos quais possuem neurotoxinas – substâncias químicas que podem causar danos no cérebro e no sistema nervoso.
Solução: Pois bem, que tal um delicioso sorvete caseiro feito de inhame? Isso mesmo Inhame, dá a consistência perfeita, a liga, não tem sabor, portanto se harmoniza muito facilmente. Além disso, tem grandes propriedades nutricionais. Vale a pena experimentar, é muito fácil de fazer!
Sorvete de Inhame, ingredientes:
  • 500gr de inhame cozido e descascado
  • 02 latas de leite condensado
  • 01 garrafinha de creme de leite fresco
  • 01 colher de chá de baunilha
  • Modo de Preparar:
  • Bater tudo no liquidificador, a base do sorvete está pronta.
Colocando o sabor:
Baunilha: Acrescente no liquidificador 1 colher de café de baunilha
Chocolate: Acrescente no liquidificador 2 colheres de sopa de cacau em pó. Se quiser fazer o gênero Chocolate Chique, coloque amêndoas picadinhas , nozes, pedacinhos de chocolate amargo, ou o que preferir.
Frutas: acrescente à mistura do liquidificador 1 copo do suco da fruta de sua preferência.

9º lugar: Salgadinho de milho

Desde o surgimento dos alimentos transgênicos, a maior parte do milho que comemos é um “Frankenfood”, ou “comida Frankenstein”. Ela aponta que esse alimento pode causar flutuação dos níveis de açúcar no sangue, levando a mudanças no humor ganho de peso e irritabilidade, entre outros sintomas. Além disso, a maior parte desses salgadinhos é frita em óleo, que vira ranço e está ligado a processos inflamatórios.
Solução: É verdade o milho está quase todo transgênico, mas ainda temos a pipoca orgânica. Promova uma deliciosa rodada de pipoca de verdade, aquela da panela que faz barulho e convide a criançada para participar. Garanto que os salgadinhos serão esquecidos, pois o cheirinho e o carinho são muito mais irresistíveis.

8º lugar: Pizza

Nem todas as pizzas são ruins para a saúde, mas a maioria das que são vendidas congeladas em supermercados está cheia de condicionadores de massa artificiais e conservantes. Feitas com farinha branca, essas pizzas são absorvidas pelo organismo e transformadas em açúcar puro, causando aumento de peso e desequilíbrio dos níveis de glicose no sangue.
Solução: Ah também tenha dó pizza congelada,ninguém merece. Peça uma quentinha na pizzaria mais próxima (é menos prejudicial e bem mais gostosa) ou faça a sua própria massa e chame todo mundo para colocar o recheio favorito.
Aproveite e desvende novos sabores, tenha várias cumbucas com ingredientes diferentes: mussarela ralada, azeitonas pretas picadas, alho poro refogado, cogumelos no azeite, muito tomate orgânico temperado, folhinhas de rúcula e manjericão, ricota temperada, mussarela de búfala, e tudo o mais que a sua imaginação for capaz de criar. Aproveite e faça umas doces também: bananas ou maçãs cozidas com açúcar e canela, brigadeiro, goiabada e queijo branco.

7º lugar: Batatas fritas

Contêm não apenas gorduras trans, que já foram relacionadas a uma longa lista de doenças, mas também uma das mais potentes substâncias cancerígenas presentes em alimentos: a acrilamida, que é formada quando batatas brancas são aquecidas em altas temperaturas.
Além disso, a maioria dos óleos utilizados para fritar as batatas se torna rançosa na presença do oxigênio ou em altas temperaturas, gerando alimentos que podem causar inflamações no corpo e agravar problemas cardíacos, câncer e artrite.
Solução: Começo a pensar que o problema maior não são os industrializados, e sim os hábitos das famílias. Já que as crianças amam batatas fritas porque não usar batatas orgânicas fritas em óleo de girassol, feitas em casa lógico?
Conhecem as falsas batatas fritas? Aí vai a receita: Cozinhar ligeiramente as batatas cortadas em cubinhos, escorrer, salpicar sal marinho e jogá-las em óleo bem quente apenas para dourar. Pode ser feito com mandioquinha e mandioca também. É fritura, sim, mas bem menos perversa.

6º lugar: Salgadinhos de batata

Além de causarem todos os danos das batatas fritas comuns e não trazerem nenhum benefício nutricional, esses salgadinhos contêm níveis mais altos de acrilamida, que também é cancerígena.
Solução: O conselho do 5º lugar aqui também é válido.

5º lugar: Bacon

O consumo diário de carnes processadas, como bacon, pode aumentar o risco de doenças cardíacas em 42% e de diabetes em 19%. Um estudo da Universidade de Columbia, nos Estados Unidos, descobriu ainda que comer 14 porções de bacon por mês pode danificar a função pulmonar e aumentar o risco de doenças ligadas ao órgão.

4º lugar: Cachorro-quente

Michelle cita um estudo da Universidade do Havaí, também nos EUA, que mostrou que o consumo de cachorros-quentes e outras carnes processadas pode aumentar o risco de câncer de pâncreas em 67%. Um ingrediente encontrado tanto no cachorro-quente quanto no bacon é o nitrito de sódio, uma substância cancerígena relacionada a doenças como leucemia em crianças e tumores cerebrais em bebês. Outros estudos apontam que a substância pode desencadear câncer colorretal.
Solução para o 5º e 4º lugares: As carnes em geral são repletas de promotores de crescimento, às processadas ainda se acrescentam os aditivos químicos. Troque tudo isso por um lindo pão caseiro feito com linhaça e gergelim, aberto ao meio, coloque um ovo caipira frito na manteiga, rodelas de tomate temperado com azeite extra virgem, sal marinho e orégano. Acrescente fatias de mussarela ou queijo branco. Leve ao forno para derreter o queijo. Depois de tirar do forno acrescente 1 ou 2 folhas de alface. Coloque num prato bem bonito. Duvido que alguém reclame. Não gosta de ovo? Faça só com queijo.

3º lugar: Donuts (rosquinhas fritas)

Entre 35% e 40% da composição dos donuts é de gorduras trans – o pior tipo de gordura que você pode ingerir. Essas substâncias estão relacionadas a doenças cardíacas e cerebrais, além de câncer. Para completar, esses alimentos são repletos de açúcar, condicionadores de massa artificiais e aditivos alimentares, e contêm, em média, 300 calorias cada.
Solução: Um bolo caseiro substitui muito bem essas rosquinhas horrorosas, puro açúcar. Temos como opção um bolo de chocolate, preferência nacional, mas pode ser de fubá, cenoura, laranja, baunilha.

2º lugar: Refrigerante

De acordo com uma pesquisa do Dr. Joseph Mercola (www.mercola.com), uma lata de refrigerante possui em média 10 colheres de chá de açúcar, 150 calorias, entre 30 e 55 mg de cafeína, além de estar repleta de corantes artificiais e sulfitos. Além disso, essa bebida é extremamente ácida, sendo necessários 30 copos de água para neutralizar essa acidez, que pode ser muito perigosa para os rins. Para completar, os ossos funcionam como uma reserva de minerais, como o cálcio, que são despejados no sangue para ajudar a neutralizar a acidez causada pelo refrigerante, enfraquecendo os ossos e podendo levar a doenças como osteoporose, obesidade, cáries e doenças cardíacas.

1º lugar: Refrigerante Diet

É o pior alimento de todos os tempos. Além de possuir todos os problemas dos refrigerantes tradicionais, as versões diet contêm aspartame, que agora é chamado de AminoSweet. De acordo com uma pesquisa de Lynne Melcombe, essa substância está relacionada a uma lista de doenças, como ataques de ansiedade, compulsão alimentar e por açúcar, defeitos de nascimento, cegueira, tumores cerebrais, dor torácica, depressão, tonturas, epilepsia, fadiga, dores de cabeça e enxaquecas, perda auditiva, palpitações cardíacas, hiperatividade, insônia, dor nas articulações, dificuldade de aprendizagem, TPM, cãibras musculares, problemas reprodutivos e até mesmo a morte. Os efeitos do aspartame podem ser confundidos com a doença de Alzheimer, síndrome de fadiga crônica, epilepsia, vírus de Epstein-Barr, doença de Huntington, hipotireoidismo, doença de Lou Gehrig, síndrome de Lyme, doença de Ménière, esclerose múltipla, e pós-pólio.
Solução para o 2º e 1º lugares: Sucos, sucos e sucos de frutas. Vitaminas com leite e frutas, banana e chocolate. Deixe seu filho conhecer novos sabores, ofereça, coloque em copos e jarras chamativos, canudos, guardanapos engraçados, mesas enfeitadas. Pense bem, as propagandas e as embalagens são muito mais gostosas que a bebida ou a comida em si, será que não está faltando charme em sua mesa? Será que o belo não está sendo esquecido em função da praticidade? Comemos primeiro pelos olhos, sempre. Capricho, carinho e atenção são os melhores condimentos.
Lembrando: a Natureza cobra, e somos parte dela, nossa natureza é um alimento puro, vivo, com a energia do carinho na escolha, na preparação e no servir.Reveja seus valores nutricionais, converse com seu filho sobre os problemas causados pelo alimento no Ser Humano e no Meio Ambiente. Vale dedicar um pouco mais de tempo para o alimento, o resultado aparece na Saúde e na Consciência.

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Aos diabéticos atingidos pelas enchentes no Brasil .

A Sociedade Brasileira de Diabetes, cumprindo o seu papel social, recomenda que os diabéticos atingidos pelas chuvas em várias regiões do país sigam as seguintes instruções:
RECOMENDAÇÕES DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE DIABETES
Devido às condições relatadas, nas regiões atingidas, as orientações abaixo são as mais adequadas para as pessoas com diabetes. É importante frisar que esta é uma situação de emergência e que essas indicações podem não ser ideais para as condições normais.

Quanto à Conservação e duração da Insulina:
- As Insulinas que estavam conservadas na geladeira, mas que permaneceram sem refrigeração devido à falta de luz durante 2 ou 3 dias podem ser usadas, desde que não tenham sido expostas ao sol,calor intenso ou congeladas. Os frascos que não foram abertos têm uma validade de 3 meses;
- Recomenda-se que os novos frascos de Insulina que forem recebidos pelas pessoas que estiverem alojadas em abrigos, que sejam mantidos na geladeira na gaveta destinada aos legumes ou em geladeiras de isopor com gelo gel –(não usar gelo normal, para evitar o congelamento das mesmas). Se não houver condições de conservar assim, que pelo menos o frasco de insulina seja colocado num local fresco e onde não bata sol. É importante identificar o frasco com o nome do portador de diabetes para o qual se destina aqueles frascos ou frasco de Insulina;
- Os moradores que estiverem em casas de vizinhos ou parentes, poderão seguir as mesmas orientações acima.

Quanto às condições de Higiene e a aplicação de Insulina:
- Não utilizar seringas ou frascos que foram molhados pelas águas das chuvas ou lama;
- Usar álcool gel ou líquido para limpar as mãos e a região onde será aplicada a Insulina. Lavar com água e sabão tanto as mãos como o local de aplicação de insulina tem a mesma eficácia que o álcool.
Quanto ao reaproveitamento de seringas:
- Se não houver disponibilidade de seringas em número suficiente para que sejam descartadas após o uso pode-se usar a mesma seringa, desde que seja para a mesma pessoa, tomando os seguintes cuidados:
1- Identificar a seringa do portador de diabetes e deixar a mesma com o próprio, orientando para que a mesma seja mantida dentro da própria embalagem com a agulha tampada.
2- A mesma poderá ser utilizada para o mesmo portador de diabetes 3 a 4 vezes. Se não houver condições de trocar a seringa é melhor continuar a usá-la do que ficar sem tomar a insulina,
3- Não tocar na agulha com a mão e nem com algodão com álcool; não colocar a seringa com agulha em recipiente com álcool.
Quanto ao uso de outros tipos de insulina:
Aqueles pacientes que usam outros tipos de insulina que não a NPH ou a R (ou regular ou rápida) fornecida pelo governo do estado, podem temporariamente trocar as insulinas Lantus e Levemir por NPH desde que troquem pela mesma dose de insulina dividida em 2 a 3 aplicaçóes por dia- por exemplo se estiver usando 30 unidades de Lantus por dia, trocar por Insulina NPH 15 unidades de manha e de noite ou 10 unidades antes do café da manha, 10 unidades antes do almoço e jantar.
A Humalog, NovoRapid e Apidra podem excepcionalmente serem substituídas pela insulina Regular – fornecida pelo governo enquanto não houver possibilidade de usá-las em mesma dose e mesmo numero de aplicações.
Quanto aos cuidados dos pés:
Cuidar de não pisar em locais que possam ferir os pés, usar sapatos confortáveis e fechados, mantendo meias limpas é fundamental para os adultos que tenham diabetes.
Se ferir os pés lave bem com água e sabonete, proteja com gaze limpa e mantenha-se em repouso sempre que possível.
Dieta:
Em situação de emergência com falta de frutas, legumes e verduras, como e o caso nestas ocasiões, a saída é comer em quantidades moderadas, se você tiver excesso de peso, mesmo que seja só arroz e feijão ou macarrão. No caso de crianças e adolescentes se estiver contando carboidrato isto pode ser mantido.
Saulo Cavalcanti - Presidente da SBD
Por Dra. Claudia Pipper, Dr. Walter Minicucci e a participação da Dra. Rafaela Siqueira (médica endocrinologista em Friburgo, a quem agradecemos pelas informações).

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Arquidiocese de Belém assina contrato para restauração de igreja

Arquidiocese de Belém e a Companhia Vale do Rio Doce deram um grande presente a Belém no dia de seu aniversário: as obras de reforma da Igreja de Nossa Senhora do Carmo, localizada no bairro da Cidade Velha. O Contrato de restauração arquitetônica do templo, construído por volta do século XVII, pelo arquiteto bolonhês Antonio Jose Landi, foi assinado na manhã de ontem, 12, pelo Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa e pelo diretor da Vale, José Carlos Gomes Soares. O projeto, apresentado pelo Instituto de Patrimônio Histórico Cultural Nacional (IPHAN), está orçado em R$ 4.189.103,03, valor que será patrocinado pela Vale, com recursos da Lei de Incentivo à Cultura (Rouanet).

O recurso para a realização da obra já foi depositado à Arquidiocese de Belém. Agora a Vale abrirá processo licitatório para contratar a empresa que fará a reforma, coordenada pela Igreja de Belém em parceria com a superintendência regional do Iphan. “É bom que essa reforma aconteça em uma data como esta. Afinal, esta igreja é uma referência da cultura e da arte sacra”, declarou o Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa.

O Arcebispo lembrou que é prematuro dizer se a igreja será fechada ao público e nem quanto tempo durará a obra. “Uma restauração de uma obra de arte desse porte é algo que exige muito trabalho”, observou dom Alberto.

PREPARATÓRIO PARA O CONCURSO DA SEMEC/BELÉM

O concurso para o grupo do magistério foi finalmente lançado após anos de muita luta da categoria por concurso público. Por isto, o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará – SINTEPP está com inscrições abertas para o curso preparatório ao Concurso Público da Secretaria Municipal de Educação de Belém. Os interessados em concorrer a uma das vagas ofertadas e queira se preparar conosco basta comparecer a Sede do SINTEPP, na Rua 28 de setembro, 510, no bairro do Reduto, das 08h00minh às 18h00minh para fazer a sua matrícula. Os nossos filiados terão desconto de 50% do valor da mensalidade.
O local onde serão ministradas as aulas será na Escola de Governo do Estado, no horário abaixo discriminado. Algumas matérias específicas serão temas de palestras ofertadas aos participantes. Neste sentido, a Coordenação Estadual do SINTEPP, convida os filiados e os não filiados para se prepararem conosco, pois nosso último concursinho obteve mais de 80% de aprovação.
O valor do curso será de R$ 100,00 para filiados e R$ 200,00 para não filiados e esta aberto a todos os interessados.
- Todo o material será incluso até as vésperas do concurso, conforme o edital.
- Aulas: segunda-feira à sexta-feira, no horário das 19h00min às 22h00min.
- Sábado e domingo: 08h00minh às 12h00min e das 14h00min às 18h00min
- Local: EGA - Escola de Governo do Estado do Pará - Av. Almirante Barroso, 4314. Bairro: Souza.
- Maiores informações: (91) 3223 6096 e 3242 0464

Artigo sobre o BBB* – Luís Fernando Veríssimo

Publicado a 24 Janeiro 2011
Mas está tão atual...acompanhe.

Que me perdoem os ávidos telespectadores do Big Brother Brasil (BBB), produzido e organizado pela nossa distinta Rede Globo, mas conseguimos chegar ao fundo do poço. [...] Chega a ser difícil encontrar as palavras adequadas para qualificar tamanho atentado à nossa modesta inteligência.
[...] Pergunto-me, por exemplo, como um jornalista, documentarista e escritor como Pedro Bial que, faça-se justiça, cobriu a Queda do Muro de Berlim, se submete a ser apresentador de um programa desse nível.
Em um e-mail que recebi há pouco tempo, Bial escreve maravilhosamente bem sobre a perda do humorista Bussunda referindo-se à pena de se morrer tão cedo. Eu gostaria de perguntar se ele não pensa que esse programa é a morte da cultura, de valores e princípios, da moral, da ética e da dignidade.
Outro dia, durante o intervalo de uma programação da Globo, um outro repórter acéfalo do BBB disse que, para ganhar o prêmio de um milhão e meio de reais, um Big Brother tem um caminho árduo pela frente, chamando-os de heróis. Caminho árduo? Heróis? São esses nossos exemplos de heróis?
Caminho árduo para mim é aquele percorrido por milhões de brasileiros, profissionais da saúde, professores da rede pública (aliás, todos os professores) , carteiros, lixeiros e tantos outros trabalhadores incansáveis que, diariamente, passam horas exercendo suas funções com dedicação, competência e amor e quase sempre são mal remunerados.
Heróis são milhares de brasileiros que sequer tem um prato de comida por dia e um colchão decente para dormir, e conseguem sobreviver a isso todo santo dia.
Heróis são crianças e adultos que lutam contra doenças complicadíssimas porque não tiveram chance de ter uma vida mais saudável e digna.
Heróis são inúmeras pessoas, entidades sociais e beneficentes, ONGs, voluntários, igrejas e hospitais que se dedicam ao cuidado de carentes, doentes e necessitados (vamos lembrar de nossa eterna heroína Zilda Arns).
Heróis são aqueles que, apesar de ganharem um salário mínimo, pagam suas contas, restando apenas dezesseis reais para alimentação, como mostrado em outra reportagem apresentada meses atrás pela própria Rede Globo.
O Big Brother Brasil não é um programa cultural, nem educativo, não acrescenta informações e conhecimentos intelectuais aos telespectadores, nem aos participantes, e não há qualquer outro estímulo como, por exemplo, o incentivo ao esporte, à música, à criatividade ou ao ensino de conceitos como valor, ética, trabalho e moral. São apenas pessoas que se prestam a comer, beber, tomar sol, fofocar, dormir e agir estupidamente para que, ao final do programa, o “escolhido” receba um milhão e meio de reais. E ai vem algum psicólogo de vanguarda e me diz que o BBB ajuda a "entender o comportamento humano". Ah, tenha dó!!!
Veja o que está por de tra$$$ do BBB: José Neumani da Rádio Jovem Pan, fez um cálculo de que se vinte e nove milhões de pessoas ligarem a cada paredão, com o custo da ligação a trinta centavos, a Rede Globo e a Telefônica arrecadam oito milhões e setecentos mil reais. Eu vou repetir: oito milhões e setecentos mil reais a cada paredão.
Já imaginaram quanto poderia ser feito com essa quantia se fosse dedicada a programas de inclusão social, moradia, alimentação, ensino e saúde de muitos brasileiros? (Poderia ser feito mais de 520 casas populares; ou comprar mais de 5.000 computadores). Essas palavras não são de revolta ou protesto, mas de vergonha e indignação, por ver tamanha aberração ter milhões de telespectadores.
Em vez de assistir ao BBB, que tal ler um livro, um poema de Mário Quintana ou de Neruda ou qualquer outra coisa..., ir ao cinema..., estudar... , ouvir boa música..., cuidar das flores e jardins... , telefonar para um amigo... , visitar os avós... , pescar..., brincar com as crianças... , namorar... ou simplesmente dormir. Assistir ao BBB é ajudar a Globo a ganhar rios de dinheiro e destruir o que ainda resta dos valores sobre os quais foi construído nossa sociedade.

Obs.: BBB* - Big Brother Brasil

(
Luís Fernando Veríssimo ) www.vitalves.com | Textos e Contextos, Frases e Fases...

RAPIDOLAS DO PROFESSORJC: AS PRIMEIRAS DE 2012

Já faz tempo que a turma curte uma saliência no Big Brother Brasil. A Globo estimula e agora expulsa um participante por comportamento inadequado(acorda, Alice), quando a imagem do programa já está bastante comprometida. É de baixíssimo nível e bem que poderia encerrar. Um lixo! // Estranho, mas fez frio em Belém na última segunda-feira(16/01/2012). Foi um friozinho, mas fez. // Paysandu estreia muito mal. Garotada sem sal e com pouca qualidade. Vamos ver a segunda partida contra o São Franscisco em Santarém. Torcida não confia no time. Não é para menos. Remistas estão animados// Nomes para prefeitura de Belém na disputa em 2012: Edmilson(PSOL), Jordy(PPS), Priante(PMDB), Almir Gabriel (...), Zenaldo(PSDB), alguém do PT (Alfredo Costa, talvez.), alguém da parte do atual prefeito Duciomar Costa ou ele vai se aliar ao governador Jatene? Você já se decidiu? Alguns desses nomes podem cair fora e surgirem outros.// E o caso ALEPA, alguém irá em cana? Algum dindin será devolvido? Ía esquecendo... é preciso provar...mas também investigar, abrir uma CPI...// Terça gorda de carnaval dia 21 de fevereiro. Já comprou seu pacote? // PROCON colocando quente nas escolas que querem explorar os pais. Papel higiênico na lista das crianças. Isso é um abuso! // Até 1º de fevereiro inscrições para o concurso da SEMEC de Belém //  Faltando ou não médicos no interior do Pará? Há quem diga que não. // Pelo Blog da Marinor fiquei sabendo que ativista do LGBT foi espancado por políciais civis de Belém. Foi no Guamá. // Michel Teló ultrapassou a marca de 100 milhões de visualizações no Youtube. Um dos primeiros artistas do mundo a superar tal marca. Qual será seu próximo sucesso? Deve ter dado um trabalhão encontrar a letra do sucesso atual. // Tem açaí gostoso no mercado do Jurunas. Chegue junto. // Que tacacá maravilhoso na Doca com João Balbi. Ana Maria Braga já passou por lá. // Exprimente suco de acerola com banana. Deliciosa alquimia. // Quem vai comandar a Secretaria de Turismo do Pará? Adenauer Góes? No atual governo, no assunto, não é ele o cara? Não pode ser outra pessoa... // Tem deputado doido para virar prefeito...prefeito ganha mais??? Mistério.../// Abração. Eu volto.