Translate

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

AOS 45 DO SEGUNDO TEMPO: FELIZ ANO NOVO

Esta é a última postagem de 2011. É mais para agradecer a vocês que acompanharam o BLOG do PROFESSOR JC. De fevereiro até agora, foram mais de doze mil acessos de página. Não chegou nem perto do outro BLOG que eu possuía. O outro era sobre NATURISMO e, em doze meses, atingiu quase duzentos mil acessos de página. No atual, não há imagens de pessoas nuas, o que existia no outro, juntamente com um número enorme de informações sobre a referida filosofia de vida. Agora, neste BLOG, nua(e crua), somente a verdade. Aqui há a redação própria e a transcrição. Transcrição tendo garantida a fonte, não dando espaço ao plágio e, totalmente, na perspectiva da repercussão. Quantas vezes pessoas souberam disso ou daquilo aqui e nunca saberiam se tivessem que ir à fonte original. Acabo sendo um colaborador de outros BLOGs, de outros sites e, acreditem, muito me divirto. É um prazer a cada postagem, a cada pessoa que entra no time dos seguidores, uma satisfação quando alguém deixa um comentário. E será muito legal continuar com o BLOG e com a sua companhia neste 2012 que já está chegando. Feliz Ano Novo para você e sua família. Um fraterno abraço.  

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Faltam deveres de casa para o Brasil (Editorial)

Não é desprezível o PIB brasileiro ter ultrapassado o da Inglaterra, com US$ 2,51 trilhões, e o país ser agora a sexta maior economia do mundo. Mas, antes que bravatas nacionalistas prejudiquem a percepção da realidade, cabe relativizar o feito, sem reduzi-lo de importância.
Bem fez o ministro da Fazenda, Guido Mantega, ao lembrar que, para o brasileiro atingir o padrão de vida inglês, serão necessárias mais uma ou duas décadas de crescimento contínuo. Pois, se a renda per capita brasileira é de US$ 12.916, a inglesa está em quase US$ 40 mil.
Algo semelhante acontece com a China, segunda potência econômica mundial, mas com uma renda per capita de US$ 5.183, menos que a metade da brasileira.
O PIB — o valor de tudo o que é produzido num país — é um indicador relevante, mas apenas um indicador. Para se ter uma ideia abrangente de um país, é necessário reunir uma série de dados. Mais ainda quando se trata do Brasil, terra de grandes disparidades — regionais, de renda, sociais, etc.
Há vários outros índices que mostram como o Brasil ainda precisa avançar. Um deles é o do Desenvolvimento Humano (IDH), bem mais abrangente que o PIB. É sugestivo que a sexta economia tenha apenas o 73 IDH.
A trajetória cumprida pela sociedade depois da redemocratização, em 1985, lançou as bases para o país chegar ao ponto atual. Em 1994, com o Plano Real, veio a estabilização da economia, sem a qual nada seria possível. De 2003 a 2010, Lula resistiu à tentação de "mudar tudo isso que está aí", manteve os conceitos básicos da política econômica anterior e conseguiu combater a miséria — seria impossível se a inflação voltasse.
Atingido o patamar de sexta "potência", o Brasil tem de se lançar sobre uma agenda da qual tenta escapar nos últimos nove anos.
Para repetir em outros índices o crescimento do PIB, com inclusão social, terá de fazer reformas como a da Previdência. Ela é vital a fim de impedir um futuro europeu para aposentados e pensionistas brasileiros, e ainda abrir espaço nas contas públicas com o objetivo de se ampliar os gastos em educação, chave para o crescimento ter sustentabilidade.
E se também aperfeiçoar a arcaica legislação trabalhista, o país ampliará ainda mais a formalização no mercado de trabalho, fonte de financiamento do próprio sistema previdenciário.
Também com o mesmo objetivo de mudar a composição dos gastos públicos, Brasília precisará abrir de fato portas de saída para beneficiários do grande sistema assistencialista montado nos últimos 16 anos. Ele só terá êxito quando liberar pessoas para o mercado de trabalho.
Gastos públicos proporcionalmente menores — um estado do tamanho de 40% do PIB precisa ser menos pantagruélico —, permitirão, ainda, o aumento da taxa de poupança, hoje na faixa dos 20% do PIB, cinco pontos aquém do necessário para a economia se manter em crescimento sem sustos.
Ministra de Lula, Dilma Rousseff viveu parte dessa história por dentro. Deve saber que seria ruinoso repetir a falácia da ditadura militar de tentar crescer com inflação.
Depois do Plano Real, o Brasil precisa de novo salto: crescimento equilibrado, juros "normais", com um sistema educacional de bom padrão, infraestrutura ampliada e modernizada, para o que será necessária uma maior participação privada no setor e, portanto, menos preconceito ideológico em Brasília.
É a missão da atual geração de dirigentes brasileiros.

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Restaurantes da Estação ofertam mesas para réveillon

A Estação das Docas está preparando um super réveillon para celebrar 2012. Quem estiver na capital e quiser um lugar com comodidade, segurança, shows culturais e queima de fogos, a grande pedida é ver a chegada do novo ano diretamente da Estação.
As vendas de mesas dos restaurantes iniciaram há duas semanas e agora próximo da grande festa de réveillon restam poucas unidades. Mas, ainda dá tempo de adquirir a sua. O “Amazon Beer” oferece mesa com direito a Buffet de caldos e espumantes. “Já temos cerca de 70% das mesas vendidas, quem vier para o Amazon Beer terá conforto, tranqüilidade e atendimento excelente”, conta a funcionária Renata Gomes.
No “Spazzio a Bordo Peixaria” no valor da mesa está incluso Buffet variado à vontade. “A qualidade do nosso Buffet é motivo de muitos elogios que recebemos dos nossos clientes”, conta o gerente Washington Costa. O “Spazzio a Bordo” do Mezanino da Estação também terá mesas disponíveis para os clientes.
O “Restô das Docas” já vendeu 90% das mesas do Armazém 2. A gerente Fabrícia Soares conta que “Só temos três mesas no armazém 2, mas teremos outra opção no Armazém 3 com o Réveillon Pommedor (da mesma rede de buffet) que traz aos participantes um Buffet Ceia, Caldinhos, Open Bar, Banda Celebration e ainda um super decoração da Fátima Petrola”, revela a gerente.
O “Réveillon Pommedor” no Armazém 3 da Estação das Docas terá venda de mesa, mas também ingressos individuais. “Quem quiser também poderá comprar entrada individual no valor de R$ 180 à vista”, lembra Fabrícia Soares. No restaurante “Capone Ristorante” as vendas de mesa também oferecem Buffet completo e uma garrafa de espumante.
O restaurante “Lá em Casa” prima em trazer para o réveillon da Estação a tradição. “Temos mesas que incluem Buffet de caldos, sobremesa, espumante. O nosso cliente tem um serviço com mais de 40 anos de tradição e um delicioso Buffet para receber 2012 em grande estilo”, ressalta a gerente Márcia Vidal.
No “Marujo´s Bar e Restaurante” as últimas unidades das mesas localizadas na orla estão sendo vendidas, depois somente na lateral. A procura começa pelas mesas da orla que dão direito a um espumante e tábua de frios. O ambiente familiar é o ponto alto a quem optar em ir para “As Mulatas” que tem mesas para 4, 6 e 8 lugares.
“Nossa procura é maior por famílias que pretendem trazer seus filhos. Um ambiente familiar é o que vamos proporcionar aos clientes”, resume Michele Xerfan, proprietária lanchonete “As Mulatas”.
Veja abaixo os contatos dos locais que estão vendendo mesas na Estação:
Amazon Beer- Fone: 3212-5400
Spazzio a Bordo – Fone: 3212-2574
Spazzio Buffet – Mezanino – Fone: 3212-8002
Restô das Docas/Pommedor – Fone: 3212-3737
Lá em Casa – Fone: 3212-5588
Capone Ristorante – Fone: 3212-5566
Marujos Bar e Restaurante – Fone: 3242-4809
As Mulatas – Fone: 3212-5300
Por Isa Arnour, Ascom OS Pará 2000

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Dilma sorri com Brasil como 6ª economia global

Brasil ultrapassa Reino Unido e alcança o posto de sexta maior economia global; em férias, presidente pode saborear a vitória temperada pelo desemprego mais baixo dos últimos tempos; Guido Mantega diz que posição será consolidada, mas prevê de 10 a 20 anos para brasileiro ter padrão de vida europeu.

SAIU EDITAL DA SEMEC BELÉM

Se você tem interesse em trabalhar na Secretaria Municipal de Educação de Belém, fique de olho pois são 1098 vagas para professores e 200 para Técnico Pedagógico em Belém, Mosqueiro e Outeiro. A remuneração para professor é de R$ 1.467,57 e para técnico de R$ 1.111,80. As inscrições serão inciadas na próxima quinta-feira, 29/12 e encerradas no dia 01/02/12, custando R$ 70,00. Os candidatos deverão ter curso superior com formação na área de educação e, mais informações, podem ser obtidas no site do CETAP: www.cetapnet.com.br  
BOA SORTE!!!

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Nosso Tom, Acordalice e Téo Pérola Negra no Réveillon da Estação

O Réveillon da Estação das Docas volta a ser um dos destaques das festas de fim de ano em Belém. A programação conta com atrações musicais, ceias de confraternização e fogos de artifício. Entre os destaques da festa estão a banda Acordalice, Nosso Tom, o sambista Téo Pérola Negra, Eloy Iglesias e vários DJs.
No dia 31 de dezembro, a partir das 21h, a Estação das Docas recebe familiares e amigos que escolheram o local para passar a virada do ano de 2011 para 2012. Dez mil rosas serão entregues as primeiras mulheres que estarão presentes no evento. Nos primeiros segundos de 2012, quem estiver na Estação vai assistir a 10 minutos de queima de fogos. A estrutura será montada em uma balsa em meio da Baía do Guajará, para preservar a segurança de quem estiver no local. A contagem regressiva da virada do ano vai ser feita pelo ator Paulão, do Grupo de Teatro Experiência.
Além da retomada da festa de Réveillon na Estação, há outra surpresa: a Diretoria de Comunicação Institucional do Estado vai realizar no evento a ação “Bem na Foto”. O público vai poder enviar fotos tiradas de celular, para vários telões que estarão espalhados ao longo dos galpões e da orla da Estação.
Na trilha sonora do Réveillon da Estação, o ritmo do Nosso Tom, tocando o pagode romântico que transformou a banda em uma referência no gênero; Acordalice, conhecida pelas influências dos anos 80; e o sambista Téo Pérola Negra, com marchinhas, sambas enredos e músicas de carnaval. Para o Réveillon da Estação, o sambista preparou uma mistura de ritmos carnavalescos: standarts das escolas de samba de Belém, clássicos carnavalescos e até músicas da banda Secos e Molhados, adaptadas para o carnaval. Segundo Téo Pérola Negra, o Réveillon é como um carnaval fora de época e, sendo assim, os ritmos tradicionais devem ser preservados. “O povo só ouve isso de ano em ano. Você precisa cantar aquelas canções clássicas do carnaval, para ter interação com o público, tocar o que eles querem ouvir. Porque isso sim é o mais importante nas festas de Réveillon: tocar o que o povo quer”, conta o sambista.
Mas além dos sambas e das marchinhas, o rock’n roll também tem espaço no Réveillon da Estação. A banda Acordalice começou a se apresentar nas festas de fim de ano na Ilha de Algodoal e este ano é uma das principais atrações do maior Réveillon da cidade, com repertório que seleciona hits dos anos 8O. É a primeira vez que tocam na Estação: “A volta do tradicional Réveillon da Estação comprova o interesse do Governo do Estado em proporcionar cultura e lazer ao público local e aos turistas que estarão visitando nossa cidade por ocasião das festas de fim de ano. Réveillon em um espaço democrático, onde todos podem brindar a chegada do ano novo, se sentindo em casa”, conta o vocalista da banda, Marquinho Moraes.
O Réveillon da Estação das Docas começa às 21h. Além da programação da orla, cada restaurante vai ter sua própria programação, com esquema de buffet e DJs.

Texto: Augusto Pacheco/ Ascom Secult

Tecnologias educacionais podem ser inscritas até 20 de janeiro

O Ministério da Educação recebe, até 20 de janeiro de 2012, inscrições de recursos tecnológicos para o ensino básico (tecnologias educacionais) que tratem da educação integral e integrada da escola com seu território. A iniciativa visa a pré-qualificar tecnologias com potencial de utilização no desenvolvimento e no apoio aos processos educacionais em escolas urbanas e rurais.
As inscrições estão abertas para pessoas físicas ou jurídicas, de direito público ou privado. A avaliação das tecnologias será realizada por um comitê técnico-científico, sob a coordenação do MEC e do Instituto de Informática da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
Para maiores esclarecimentos, acesse o link abaixo.

Face feminina da pobreza em meio à riqueza do agronegócio

Autora: Christiane Senhorinha Soares Campos

Número de páginas: 208

ISBN: 978-85-6442-111-0

Editora: Outras Expressões

Categoria: Sociologia e Serviço Social

Peso:285 g

R$ 20,00

O livro A face feminina da pobreza em meio à riqueza do agronegócio é um estudo detalhado e rigoroso que permite entender os múltiplos fatores que incidem sobre os processos de produção, reprodução e perpetuação da pobreza na América do Sul, vinculado a uma das formas mais importantes da expansão do capitalismo e destruição do meio ambiente: os "agronegócios" da soja transgênica. Processos que, como mostra a autora, afetam, sobretudo as mulheres. Este estudo é paradigmático para entender a expansão do capitalismo transnacionalizado apoiado, nesse caso, por um discurso ideológico que o naturaliza.
Fonte: http://www.expressaopopular.com.br/livros/outras-expressoes/face-feminina-da-pobreza-em-meio-riqueza-do-agronegocio

sábado, 17 de dezembro de 2011

QUERO SER CHEFE DE COZINHA. COMO FAZER?

Como faço para ser um Chef?Esse é um dos maiores questionamentos que eu recebo no Fale Conosco do Homem na Cozinha. Via de regra, eu sempre respondo perguntando para o leitor se ele sabe o que faz um Chef. É frequente a associação do cargo ao glamour e o status que a profissão atingiu nos últimos anos. Um Chef é o grande responsável de uma cozinha. Ele controla as compras, orienta a equipe, faz o controle da operação da cozinha, coordena e orienta a montagem dos pratos, mas também providencia as compras, gerencia ausências, trata com fornecedores e todos os outros envolvidos no dia a dia.
Simplificando bastante a hierarquia de cozinha, ela é composta da seguinte maneira:
Chef: responsável por tudo e todos dentro da cozinha.
Sous-Chef: é o assistente direto do Chef. Ele que assume o comando da cozinha na ausência do Chef.
Chef de Partie: gerencia um setor específico da cozinha (confeitaria, comidas quentes, comidas frias, etc).
Cozinheiro: prepara os alimentos e cuida do seu armazenamento. É o primeiro passo para se direcionar à chefia de uma cozinha.
Comins: é o ajudante geral da cozinha. É quem inicia o preparo dos alimentos, cuida da limpeza e ordem geral da cozinha.
De maneira muito simplificada, podemos ver a quantidade de cargos que um Chef precisa administrar. A equipe vai variar de acordo com o tamanho e variedades de comidas servidas por essa cozinha.
Ok, mas como eu viro um Chef?
Antigamente os Chefs eram formados dentro desses restaurantes. Começavam como Comins, literalmente descascando batatas, mas com o passar do tempo e do interesse se transformavam em cozinheiros e todas as outras posições que não elencamos aqui, até chegar e Chef de Partie, Sous-Chef e, finalmente, Chef.
Porém hoje esse processo é formalizado e contamos com uma faculdade especializada em Cozinha Internacional.
O SENAC está com inscrições abertas para o Curso de Extensão Cozinheiro Chefe Internacional, com vagas para as unidades de Santo Amaro, Águas de São Pedro e Aclimação até o dia 20 de janeiro de 2012.
Nesse curso do SENAC, o aluno se envolve com matérias que vão da Higiene e Segurança Alimentar,  Segurança no Trabalho,  Estrutura e Organização em Serviços de Alimentação, passando por Habilidades Básicas de Cozinha, Confeitaria,  Planejamento Técnico de Cardápio até chegar em Cozinha Italiana Clássica e Terroir, Cozinha Francesa Clássica e Terroir,  Cozinha Brasileira, Cozinha Mediterrânea, Cozinha Asiática, Cozinha Mexicana, entre outras. Também há as importantes matérias de Administração, como Fluxo de Mercadoria e Relações Interpessoais no Trabalho. Estudos de Bebidas também não são deixadas de lado, assim como muitas outras matérias. Um Estágio Supervisionado também faz parte do programa.
Em apenas um ano, o aluno é habilitado à entrar nesse mercado de trabalho tão concorrido, com a chancela de uma instituição de bastante renome nesse mercado – o SENAC.
Acesse o site do curso para maiores informações e aproveite!

funk bate o sino

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

INSULINA

 Pais fazem tatuagem na barriga em solidariedade ao filho que tem diabetes tipo 1

Jacob, de apenas 5 anos, passou a usar uma bomba de insulina. Para que o garoto não se sentisse excluído, os pais tatuaram o desenho do produto na barriga

Alguns pais fazem tatuagem com o nome dos filhos. Mas Philippe Aumond e Camille Boivin fizeram uma tatuagem diferente em homenagem ao filho Jacob, 5 anos.

Tudo começou quando o garoto foi diagnosticado com diabetes tipo 1 em 2009 e passou a tomar muitas injeções de insulina todos os dias. Os pais, então, começaram a arrecadar fundos vendendo pulseiras com a mensagem “Juntos por Jacob”. Após um ano, eles conseguiram mais de R$ 25 mil, suficiente para comprar uma bomba de insulina e o sistema de monitorização contínuo.

A bomba foi entregue ao garoto como presente de Natal. “Foi muito especial para Jacob e ficamos emocionados quando vimos o seu sorriso ao ver a bomba”, disse Camille, ao jornal canadense Huffpost Living. O objetivo do aparelho é substituir as 5 injeções que o garoto tinha que tomar por dia.

Jacob ficou tão feliz que dormiu com o aparelho na mesma noite, mesmo sem estar funcionando. Após conectar o aparelho ao corpo, os pais ficaram receosos para saber se o filho se adaptaria. “Felizmente, deu tudo certo. Jacob se acostumou com o aparelho, mas se sentia diferente das outras pessoas”, conta Camille.

Os pais explicaram a ele que todas as pessoas são diferentes. Algumas usam óculos, outras cadeiras de rodas. Algumas são altas, baixas e assim por diante. Mas não deu muito certo. “Ele tinha apenas 4 anos e não entendia porque tinha que ficar com aquele aparelho acoplado ao seu corpo”, diz Phillippe.

Por isso, Phillippe e Camille decidiram fazer uma tatuagem em solidariedade ao filho. Eles tatuaram uma bomba de insulina na barriga de cada um. “Na verdade, nenhum pai quer que seu filho se sinta excluído, por isso, não pensamos duas vezes antes de fazer essa demonstração de amor a ele. Agora, cada vez que alguém pergunta o que Jacob carrega embaixo da camiseta, nós três levantamos a blusa e respondemos: uma bomba de insulina”, conta Camille.

IASEP: SUA COTA DE PROCEDIMENTOS

Você que é servidor público do estado do Pará, tome cuidado com sua cota de procedimentos.

É possível obter um melhor rendimento da sua cota anual para consultas e exames. Alguns cuidados podem tornar mais eficiente o uso do Plano de Saúde, por isso mesmo, ajudá-lo a obter melhores resultados para a sua saúde.
1RETORNO EM 30 DIAS. Se você retorna ao seu médico até um mês após a consulta, não gastará sua cota para um novo atendimento. Portanto, agilize os exames solicitados e remarque o retorno dentro deste período. No caso da consulta-retorno, não assine nova guia.


2NÃO ASSINE GUIA EM BRANCO. Sempre que assinar uma guia preste atenção nos serviços que estão listados, pois você poderá pagar com a sua cota por um procedimento que não realizou. É um direito seu o preenchimento completo da guia antes de assiná-la e inutilizar os campos em branco!

3 – ESCOLHA UM MÉDICO DE SUA CONFIANÇA. Pode ser um clínico geral ou um especialista que faça parte da rede e seja acessível a você. Consultando sempre o mesmo médico, ele terá o histórico de seus problemas e poderá chegar mais rapidamente a um diagnóstico seguro.

4 - ANOTE O QUE PRETENDE DIZER AO SEU MÉDICO. A anotação ajuda a orientar seu médico sobre sua situação, sem esquecer nenhum detalhe. Leve a lista e leia tudo antes de começar a consulta. É importante também listar os medicamentos que está usando e anotar o que seu médico lhe explicar.
5 – ESCLAREÇA DÚVIDAS SOBRE SEUS EXAMES. Antes de concordar em realizar um procedimento médico, procure entender as razões das suas necessidades e indicações. Esse exame será realmente necessário? Procure usar sua cota de exames com procedimentos realmente necessários.
6 – URGÊNCIA/EMERGÊNCIA SÓ PARA CASOS GRAVES.  Além de um longo tempo de espera (pois a emergência é para quem sofre risco de vida), o médico da emergência não conhece seu histórico. O melhor é não esperar que uma dor se agrave ao ponto de se tornar insuportável. Marque uma consulta com o seu médico ou um especialista.
7 - FAÇA EXAMES PERIÓDICOS. Pergunte ao seu médico sobre os exames preventivos necessários na sua idade. Prevenção é muito importante para diagnosticar uma doença antes que ela se agrave.
Acesse: http://www.iasep.pa.gov.br/?q=node/672

Fundação Curro Velho grava samba enredo do Carnaval 2012

A Fundação Curro Velho, em parceria com a Rádio Cultura, gravou nos dias 14 e 15 de dezembro, o samba enredo do Grêmio Recreativo Escola de Samba “Crias do Curro Velho” para o Carnaval 2012. O samba “Nas Asas da Vovó” é de autoria do compositor Paulinho Moura, gerente de música da instituição e foi gravado no estúdio Edgar Proença, da Funtelpa.

O samba enredo remete aos antigos carnavais, quando a batalha de confete e serpentina, as marchinhas e o Gorila faziam a alegria da criançada que nos bairros do Telégrafo, Pedreira, esperavam os blocos passarem e viam figuras como o "Doutor Passa o Pau", a "Nega Maluca" e os "Índios" que soltavam fogo pela boca. “A gente achava extraordinário ver essas figuras e o samba traz a lembrança do nosso passado, do nosso tempo de criança, quando a gente ia para a batalha de confete e serpentina. Isso difere muito dos carnavais de hoje”, relembra o diretor de bateria das Crias de Curro Velho, Muka de Souza, que também faz parte da Gerência de Música da Fundação.

A Fundação Curro Velho sempre trabalhou essa questão de relembrar o passado, e esse ano o samba enredo cita algumas marchinhas de Carnaval, como por exemplo “ÔAbre Alas", de Chiquinha Gonzaga, que foi a primeira música de Carnaval a ser gravada no Brasil. Os músicos que gravaram o samba são apenas o apoio para as verdadeiras estrelas da Fundação, que são as crias do Curro Velho, que participam de oficinas na instituição, como Pauê Martins, que foi aluno da Fundação e tocou caixa e tamborim na gravação do samba. Os intérpretes foram Bilão e Marquinho Melodia.

A bateria da Escola Crias do Curro Velho tem cerca de 170 componentes, crianças que participam ativamente das atividades da Fundação. “A procura é muito grande mas a gente consegue ajeitar e colocar 170 na avenida e é moleque que dói, mas é uma maravilha trabalhar com eles”, comemora Muka de Souza. As Crias do Curro Velho foram convidadas para participar do último programa Conexão Cultura, da TV, Rádio e Portal Cultura, que será realizado no dia 30 de dezembro, a partir de 10h, direto do Estúdio Edgar Proença.
Texto:
Andreza Gomes - FCV
Fone: (91) 3184-9102 / (91) 8890-0357 / 81150902
Email:
andreza_gomes@ig.com.br
Fundação Curro Velho
Rua Prof. Nelson Ribeiro, 287. Belém-PA. CEP: 66113-070
Fone: (91) 3184-9100 / 9102 / 9103
Site:
www.currovelho.pa.gov.br Email: gabinete@currovelho.pa.gov.br
Acesse:
http://www.pa.gov.br/noticia_interna.asp?id_ver=90420

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Senadora que perde cargo: posse de Barbalho é 'privilégio a corrupto'

A senadora Marinor Brito (Psol-PA) criticou duramente nesta quarta-feira a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de garantir a posse de Jader Barbalho (PMDB-PA) no Senado. Ela disse que a manifestação da Justiça em favor de seu adversário é um "privilégio a interesses de um corrupto".
Ao protestar contra o veredicto, a política disse que o resultado do julgamento representa um "golpe" contra a Lei da Ficha Limpa. Barbalho conseguiu 1,799 milhão de votos nas eleições de 2010, mas havia sido enquadrado como "ficha suja" por ter renunciado em 2011 ao cargo de senador para se livrar de um processo de cassação. Entre outras denúncias, ele era suspeito na época do desvio de dinheiro da Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia (Sudam) para custear um criadouro de rãs. A entidade teria repassado R$ 9,6 milhões para arcar com as despesas do ranário.
"Foi isso que o ministro Peluso fez: privilegiou interesses de um corrupto", afirmou Marinor, que avisou que pretende recorrer para se manter no posto de senadora. Em tom de revolta, chegou a acusar o PMDB de pressionar o STF para garantir uma decisão favorável a Jader Barbalho.
O direito do agora senador paraense Jader Barbalho de ocupar uma cadeira no Senado foi confirmado hoje, após voto de desempate do presidente da Suprema Corte. Em março, o STF decidiu que as novas regras de inelegibilidade não poderiam ser aplicadas nas eleições de 2010 por violar o princípio da anualidade eleitoral, que estabelece que a lei que alterar o processo eleitoral não pode se aplicada à eleição que ocorra a menos de um ano da data de sua vigência. A Lei da Ficha Limpa foi votada e sancionada em 2010.
"É um golpe antecipado no Ficha Limpa, e a responsabilidade desse golpe é do ministro Peluso, do presidente da Suprema Corte do País. Ele tomou uma decisão unilateral para privilegiar interesses das pressões feitas pelo PMDB. Meu sentimento é de uma cidadã que está se sentindo traída pela Justiça brasileira", disse Marinor Brito. "Enquanto não houver conclusão do processo, enquanto ainda houver recurso, eu tenho o direito de permanecer no Senado Federal e vou lutar até quando as pernas aguentarem para manter aqui no Senado Federal uma representante do povo de mãos limpas", afirmou.

RAPIDOLAS DO PROFESSOR JC - JADER ESTÁ SORRINDO

Com o voto de minerva do Presidente do STF - Supremo Tribunal Federal, Ministro Cezar Peluso, Jader Barbalho, do PMDB, voltará ao Senado da República. Agora falta apenas ser diplomado e, com isso, termina o mandato de Marinor Brito do PSOL. No Senado, Jader fará companhia aos tucanos Flexa Ribeiro e Mário Couto na representação paraense.///Mas como estão matando adolescentes aqui pertinho de Belém!!!!///Os bandidos dão um banho na polícia paraense no quesito assalto a banco no interior do estado. São tantas notícias neste sentido.///E a pirataria será que amenizou???///E as saidinhas dos bancos? Segurança, JÁ!!!///Santos venceu a primeira no mundial de clubes, mas defesa têm problemas. Cuidado com o Barcelona.///Ainda tem muita escola funcionando de forma irregular no Pará. Conselho Estadual de Educação permanece na batalha para modificar o referido quadro.///E nada do concurso público na SEMEC/Belém para técnicos e professores. Por que será???///O prefeito ilumina as praças, muito bonito. Mas bonito também é logo a realização do concurso.///Ainda sobre o plebiscito, o NÃO venceu, municípios onde o SIM "bombou" ficaram de luto e o governador com os defensores do NÃO sabem que políticas públicas para todo o estado precisam sair do papel. Será bom para  toda a população e para o sucesso eleitoral de muita gente. Já pensou se sul, sudeste e oeste paraense decidem desistir de votar em políticos de fora dessas regiões? Babau!!!///Parece que servidores da Cãmara dos Deputados em Brasília são mais importantes que os demais trabalhadores deste Brasil. A imprensa divulgou o pacote de bondades oferecidos a eles. Já houve recuo dos populistas. Receberiam aumentos absurdos, em um contexto em que o mundo todo economiza.///Sempre que possível, sejamos bons com as pessoas, usemos da educação, nunca nos esqueçamos da ética, pois, sendo assim, estaremos colaborando para a existência de um mundo bem melhor. Fraterno abraço a você que acompanha o nosso BLOG. 

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Dilma lança edital para 12,5 mil bolsas de estudo no exterior

A presidente Dilma Rousseff lançou nesta terça os editais para selecionar 12,5 mil universitários para bolsas de estudo no Exterior. As bolsas fazem parte do programa Ciência Sem Fronteiras, lançado em junho, e que pretende oferecer 100 mil bolsas fora do país até 2014. O governo estima que 25 mil bolsas sejam financiadas pela iniciativa privada.

O orçamento do governo para 75 mil bolsas ultrapassa R$ 3,1 bilhões. Os recursos cobrirão passagem aérea, auxílio instalação, auxílio mensal, seguro saúde e, em alguns casos, as taxas da universidade estrangeira. O benefício é destinado a estudantes e pesquisadores das áreas de exatas e engenharias. "Queremos mandar para o exterior a elite intelectual, seja ela pobre ou rica", disse o ministro da Educação, Fernando Haddad.
Na primeira fase do programa, os estudantes selecionados serão direcionados para estudar em instituições de ensino superior dos Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha, Itália e França. Mil e quinhentos candidatos já foram selecionados em caráter experimental para curso de graduação na modalidade sanduíche em universidades americanas.
Victor Girotto faz parte desse grupo e deve embarcar já no início de janeiro para o Arizona. Ele estuda Ciência da Computação em uma universidade privada em Brasília e acredita que a experiência no exterior vai contribuir para sua carreira. "A gente sempre escuta de pessoas que estão no mercado como uma experiência internacional é importante. Tenho certeza que esse ano fora vai contribuir positivamente para minha postura no mercado", avalia o estudante.
O período de inscrição para as novas bolsas é de 13 de dezembro até 15 de janeiro. Para se candidatar, o estudante deve atender aos requisitos definidos por edital de seleção, como ter fluência comprovada no idioma do país pretendido.
Confira outras informações no portal do programa: www.cienciasemfronteiras.gov.br

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Professor: sem investimentos, separatistas do PA ganharão força

O cientista político da Universidade Federal do Pará (UFPA) e professor Edir Veiga defendeu nesta segunda-feira que o governo do Estado faça um novo planejamento para as regiões que dariam origem aos Estados do Tapajós e de Carajás. Para o especialista, caso o governo do Pará não atenda às reivindicações locais, o movimento separatista se intensificará. A recomendação foi feita após a realização do plebiscito sobre a divisão do Estado em três, no qual 33,4% apoiaram a iniciativa, mas 66,6% rejeitaram.

O professor disse que é "muito maior a responsabilidade" do governo estadual em relação à execução de políticas públicas no Pará devido à discussão causada pela possibilidade de divisão da região. "O governo vai ter que fazer planejamento integrado, de longo prazo, para demonstrar para essas regiões que não basta o discurso de véspera de eleição ou plebiscito, há de se pensar um governo que busque investir principalmente nessas regiões conflagradas", disse Veiga.
O professor acrescentou que, caso não haja iniciativas do governo do Pará no sentido de atender às reivindicações da população, superando as diferenças inter-regionais, o movimento pela divisão do Estado se intensificará. Segundo ele, esse movimento pode ganhar força e nas próximas eleições, em 2014, a população apoiar os que defendem a proposta de divisão do Estado.
"A forma de o governo superar esse movimento é demonstrar que vai investir na região, melhorar o aparato de segurança, equipamentos de saúde, infraestrutura, rodovias e saneamento. Se isso não acontecer, o movimento vai continuar forte, porque já data pelo menos da década de 1980", afirmou.
Veiga disse ainda que na região do Tapajós, no oeste do Pará, há um movimento de mais de 150 anos em busca da emancipação. "A população se sente abandonada pelo governo do Estado", disse Veiga. "De R$ 12 bilhões do orçamento do Estado em 2010, foram investidos apenas 5% na região do Tapajós", acrescentou.
Segundo o professor, a região de Carajás tem um contexto diferente, é autossustentável economicamente, mas também reclama do "esquecimento" por parte do governo do Pará. Na década de 1970, muitos imigrantes chegaram à área e contribuíram para o desenvolvimento local, principalmente na agricultura, pecuária e, atualmente, produção mineral. Muitos municípios recebem royalties da mineradora Vale e contam com uma classe empresarial ativa e um movimento social organizado.

FHC: candidatos em SP são todos "japoneses"

Ex-presidente critica pré-candidaturas frágeis na maior cidade do País; será que ele pretende atrair José Serra para a briga?

A eleição municipal de 2012 em São Paulo, repleta de postulantes novatos, pode ser positiva para os partidos, avaliou hoje o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso "Acho que isso pode ser bom porque se dá chance de as pessoas surgirem com mais força", afirmou nesta manhã, durante entrevista à rádio Estadão ESPN. Ao analisar pesquisa Datafolha que apontou um certo equilíbrio entre os pré-candidatos tucanos e o petista Fernando Haddad, FHC considerou animador que nenhum deles tenha ainda o "comando natural dos votos". "O Fernando Haddad está como os outros, é tudo japonês", disse o ex-presidente.
A pesquisa Datafolha divulgada ontem apontou que o ministro da Educação, Fernando Haddad, pré-candidato pelo PT, tem em torno de 3% a 4% das intenções de voto. Entre os pré-candidatos do PSDB, o mais bem posicionado, entre os vários cenários, é o secretário estadual de Meio Ambiente, Bruno Covas, que aparece com 6%. O secretário estadual de Energia, José Aníbal, tem 3%, enquanto o deputado federal Ricardo Trípoli e o secretário estadual de Cultura, Andrea Matarazzo, têm 2% cada um. "Ele (Haddad) é tão pouco conhecido quanto os outros. O que ele pode ter mais é o apoio do (ex-) presidente Lula, mas não acho que isso possa ser decisivo", observou.
Apesar de o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva aparecer no levantamento com um grande poder de influência sobre o eleitorado paulistano (48% dos eleitores dizem que poderiam escolher o indicado de Lula), FHC acredita que é mais fácil transferir votos para um sucessor - como ocorreu com a presidente Dilma Rousseff na eleição passada - do que interferir na disputa de um cargo executivo distinto da Presidência da República. "O peso é muito menor", analisou.
Em uma hora de entrevista, Fernando Henrique defendeu que o PSDB escolha um candidato com "capacidade de mobilização" e de diálogo com o eleitor. Para FHC, o candidato tucano também terá de demonstrar poder de atrair alianças mais amplias. "Temos de ver quem tem mais potencial", observou. "Quero qualquer um, desde que ganhe a sociedade", emendou.
Sem o ex-governador José Serra na disputa pela Prefeitura de São Paulo, o ex-presidente acredita que a prévia é o melhor caminho para a construção de uma candidatura tucana em São Paulo. "Já que não tem candidato natural, é melhor fazer por prévia", afirmou.
De acordo com FHC, Serra só seria o candidato do PSDB "com a mão de Deus", uma vez que o ex-governador vem relutando em entrar na disputa. Serra ainda poderia mudar de ideia mesmo após a realização das prévias internas, que devem ocorrer em março de 2012. Mas FHC diz que "Serra é um homem responsável, não vai deixar chegar a esse ponto".
Caso Serra decida lançar-se candidato, o ex-presidente não acredita que a rejeição de 35% do eleitorado paulistano, segundo pesquisa, seja uma problema para o ex-governador tucano. "Todo candidato conhecido tem rejeição alta. A rejeição muda", teorizou.

Privataria Tucana vende 15 mil exemplares em menos de 48 horas

O livro de Amaury Ribeiro Jr., Privataria Tucana, vendeu 15 mil exemplares em menos de 48 horas e já está em sua segunda edição. Um verdadeiro recorde para o mercado editorial alternativo do Brasil, já que a editora Geração, desde 1992, tem a marca da esquerda. O livro, que custa R$ 34,90 no site da editora, também está em promoção na livraria Saraiva. Pela rede, se espalham piadas e notícias hilárias sobre a reação tucana à reportagem-bomba.

No livro A Privataria Tucana, o jornalista Amaury Ribeiro Junior traz à tona o esquema de arapongagem liderado pelo ex-governador tucano, José Serra.

O silêncio da mídia sobre o livro tem sido motivo de indignação e piada pela rede. Entre as mais apreciadas está uma capa da Veja (abaixo) criada especialmente pelos internautas para revelar o sentimento da revista com relação ao lançamento do livro.


O site 247 afirma que Serra tentou comprar o estoque do livro-bomba. "O ex-governador José Serra telefonou ontem à noite para a loja da Livraria Cultura do Conjunto Nacional, em São Paulo, pedindo para reservar todos os 50 exemplares do livro Privataria Tucana, do jornalista Amaury Ribeiro Júnior, que tinham acabado de chegar. O pedido foi negado, segundo uma fonte da livraria que preferiu não se identificar. Mas os livros sumiram das prateleiras da loja mesmo assim. Foram todos comprados ontem mesmo", diz a matéria.

Serviço:
A privataria tucana
Autor: Amaury Ribeiro Jr.
Formato: 16 x 23 cm.
Páginas: 344
Categoria: Reportagem-denúncia
Preço: R$ 34,90

Fonte:
http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=170756&id_secao=6

NA ENQUETE DO BLOG O NÃO VENCEU

Aqui no BLOG do Professor JC elaborei uma enquete sobre a criação dos estados de Tapajós e Carajás. Resultado: 64% cravaram NÃO à criação dos dois estados. Bateu com a pesquisa do datafolha e o resultado após a votação. Maravilha. Votei no NÃO e agora quero ver os políticos que foram contra a divisão do estado provarem que é possível crescer sem dividir, já que historicamente a gestão sempre foi na linha do descaso às necessidades do povo paraense. A maioria do eleitorado fez sua parte, agora é com quem comanda o Pará. A população deve ficar atenta aos passos dados pelos políticos. O Pará é rico, mas pessimamente gerenciado. Tudo bem que o pacto federativo precise ser discutido, mas o que realmente é necessário é que os políticos da terra pensem um Pará melhor e, para isso, os interesses necessitam ir além de partidos e de governo. O interesse precisa ser de ESTADO. Há necessidade de eu ser um cientista político para estar certo?

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

PARA OS DIABÉTICOS COMEMORAREM

‎06-12 - IDF(Dubai) - Pesquisadores do Instituto Tecnológico de Massachussets(MIT) mostraram hoje o método de espectroscopia Raman ( em vias de aprovação pelo FDA), que consiste em medir os níveis de glicose no sangue, apenas iluminando uma parte da pele com luz infravermelha(nos braços ou dedos). O aparelho tem o tamanho de um laptop com uma caneta utilizada para o contato dermatológico..Eliminado assim as torturantes agulhas utilizadas pelos pacientes para fazer a coleta de sangue..Este sistema já vinha sendo desenvolvido há 20 anos...
Dr. Rubens Tofolo Júnor - Endocrinologista, Especialista em Diabetes.
Em breve, o renomado médico será entrevistado pelo BLOG do Professor JC.

DIABETES E DEPRESSÃO

‎07-12 - (IDF-DUBAI). Pacientes portadores de Diabetes Mellitus Tipo 2, que tem depressão associada, apresentam 2 a 3x mais chance de desenvolver uma ou mais formas de demência, incluindo a Doença de Alzheimer, cerca de 3 a 5 anos após o diagnóstico do quadro depressivo, quando comparado aos indivíduos diabéticos não-depressivos....Dados sugerem que 20% dos pacientes diabéticos sofrem de depressão....
Dr. Rubens Tofolo Júnior - Endocrinologista, Especialista em Diabetes.

LIVRO HISTÓRIA DOS ESTADOS UNIDOS

Das origens ao século XXI.
Se for de seu interesse, o livro é da Editora Contexto e os autores são: Leandro Karnal, Sean Purdy, Luiz Estevam Fernandes e Marcus Vinicius de Morais. É uma oportunidade de você saber sobre a Formação da Nação, os Estados Unidos no século XIX, inclusive com o Reformismo Religioso, o denominado Século Americano, destacando a MacGlobalização, a Nova Direita e muito mais. Comprei o meu durante a última Feira Pan - Amazônica do Livro. É uma boa leitura. Pode ser encontrado por R$ 39,90.

Hangar sedia central de apuração do plebiscito sobre a Divisão do Pará

O Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE/PA) vai disponibilizar um grande contingente de servidores para neste domingo, 11, operacionalizarem diretamente do Hangar Convenções e Feiras da Amazônia a apuração do plebiscito sobre a Divisão do Estado do Pará.
De acordo com o Tribunal a apuração deve iniciar a partir das 17 horas deste primeiro plebiscito após a promulgação da Constituição Federal de 1988. Neste pleito, cerca de 4,8 milhões de eleitores do Estado do Pará decidirão sobre a possível divisão do Estado do Pará para a criação de duas novas unidades federativas: Tapajós e Carajás.
Os eleitores podem utilizar o serviço “Disque-Eleitor” para obter informações a respeito de sua situação eleitoral, número do título e local de votação, além de esclarecer dúvidas referentes aos Plebiscitos sobre a criação dos Estados do Tapajó e Carajás. O contato (91) 3276-3419 está à disposição para esclarecer e usar o “Disque-Eleitor”.
Com relação às denúncias, o TRE-PA informa que podem ser registradas através do número 0800-0960007 ou via email para denunciaeleitoral@prpa.mpf.gov.br. E, a imprensa que for fazer cobertura jornalística da apuração no Hangar deve pedir credenciamento através do email: ascom@tre-pa.gov.br  

Por Isa Arnour, Ascom OS Pará 2000
Imagem: Divulgação

Solenidade de Posse do TCE

Local: Auditórios/Hangar
Data:
12/12/2011
Hora:
10h
Posse do Conselheiro André Dias.
Realização: Tribunal de Contas do Estado

Corregedoria Nacional inspeciona folha de pagamento de 22 tribunais

A Corregedoria Nacional de Justiça, órgão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), está realizando inspeções em diversos tribunais estaduais, trabalhistas, federais e militar para verificar movimentações financeiras atípicas de magistrados e servidores. A decisão foi tomada a partir de informações do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), encaminhadas à Corregedoria, apontando a existência de operações atípicas, embora não necessariamente irregulares, em 22 tribunais.
A equipe de inspeção, auxiliada por técnicos do Tribunal de Contas da União, vai verificar a compatibilidade das movimentações financeiras e da evolução patrimonial com os rendimentos dos magistrados e servidores. As investigações são sigilosas e têm como destino os Tribunais de Justiça da Bahia, de São Paulo, do Rio de Janeiro, do Distrito Federal e Territórios, de Minas Gerais, do Pará, da Paraíba, do Maranhão, do Acre, do Amazonas, de Roraima e do Espírito Santo e os Tribunais Regionais do Trabalho das 1ª, 3ª, 6ª, 10ª, 12ª, 13ª, 14ª e 15ª Regiões. Serão também inspecionados o Tribunal Regional Federal da 1ª Região e Tribunal de Justiça Militar de São Paulo.

A Corregedoria Nacional de Justiça esclarece, entretanto, que movimentações atípicas não significam a existência de ilegalidade, já que o magistrado pode ter recebido créditos salariais ou herança e prêmios de loterias. O objetivo da inspeção, portanto, é esclarecer as aparentes incoerências apontadas pelo Coaf, adotando as medidas necessárias para corrigir eventuais desvios dos magistrados. Estão sendo verificadas informações relativas ao período de 2006 a 2010.

Gilson Luiz Euzébio
Agência CNJ de Notícias

Ministra Rosa Weber é aprovada pela CCJ do Senado

Nesta terça-feira (6), a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado Federal aprovou, com 19 votos favoráveis e 3 contrários, o nome de Rosa Maria Weber para o cargo de ministra do Supremo Tribunal Federal (STF).
Juíza trabalhista de carreira, Rosa é atualmente ministra do TST (Tribunal Superior do Trabalho) e foi indicada pela presidenta Dilma Rousseff, no início de novembro, para ocupar a vaga deixada no STF pela ministra Ellen Gracie, que se aposentou em agosto deste ano.
A indicação de Rosa Weber será submetida ainda ao Plenário do Senado Federal.

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Mais recursos da reforma agrária para assentamentos no Marajó, Baixo Tocantins e Nordeste

Foi firmado há pouco, na sede do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), um convênio de assentamento no valor de R$ 60 milhões e que vai abranger uma área de 1 milhão e 800 mil hectares, nas regiões do Baixo Tocantins, Marajó e Nordeste paraense.

O convênio é para a implementação de 23 projetos que englobam assistência técnica, infraestrutura, crédito e investimento para moradias.

O evento contou com a presença superintendente nacional do Incra, Celso Lacerda; com o superintendente regional de Belém, Elielson Silva, assessoria do nosso mandato e vários prefeitos, dentre os quais Elias Santiago, de Concórdia; Cristiano martins, de São Domingos do Capim; Antonio Nilton, de Nova Esperança do Piriá e Iran Lima, de Moju, meu companheiro Guto, Presidente da FETAGRI e Inocêncio Gasparim da SUDAM, entre outras lideranças.

ESPECIALIZAÇÃO EM EDUCAÇÃO INFANTIL

BRAGANÇA - Especialização em Educação Infantil: desafios, linguagens, saberes e práticas narrativas. Inscrição: até 15 de dezembro de 2011, na Secretaria Geral da Faculdade de Educação/Campus de Bragança.

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Unipop realiza seminário contra a redução da maioridade penal

BRAGANÇA ESTÁ TÃO LONGE

Foto: Diário online.
Brincadeirinha. A distância de Bragança a Belém é a mesma, mas quem sai sete da manhã da capital está chegando na rodoviária da bela cidade do nordeste paraense às 12h. É isso. O ônibus saiu às sete e chega ao meio - dia. A culpa recai no congestionamento em Ananindeua, que realmente é um "saco". Mas tem também um pinga-pinga e demora exagerada nas paradas. Daí, um pouco aqui, outro pouco acolá, velocidade máxima de 90 Km(isso não é tão ruim, mas poderia ser uns 10 kms a mais) fazendo parecer que BRAGANÇA ESTÁ TÃO LONGE. Se alguém duvidar é só comprar uma pasagem para este horário e conferir. E o das oito está chegando mais tarde ainda.

FUTEBOL NORDESTINO RINDO, JÁ O DO NORTE...

Neste BLOG já expressei minha opinião sobre o futebol paraense, ou seja, faz tempo que é nivelado por baixo. Faltam bons dirigentes e melhores jogadores. A base não é valorizada e não há o tão importante planejamento. Não se trabalha com projetos, mas sim, com resultados imediatos. Com administrações incompetentes e contratações de jogadores em fim de carreira, Remo e Paysandu estão numa pior.

O Leão Azul não tem divisão no momento e o bicolor não sai da terceirona. Dá saudades do tempo em que Remo e Paysandu brilhavam, proporcionavam grandes espetáculos e exportavam verdadeiros craques. E hoje? E hoje???? Lembro das atuações maravilhosas de Lupercínio pelo Papão e dos irmãos Aderson e Mêgo pelo Remo. Que partidas de Roberto Bacuri, Evandro, Aldo, Heider, Careca e Edésio pelo Clube de Suiço e também atuações memoráveis de Dico, Caito, Alcino, Bira, Júlio César e tantos outros pelo Leão de Antônio Baena. Em 2011, houve trabalho sério em Pernambuco.

O Santa Cruz saltou da quarta para a terceira divisão. Náutico e Sport agora jogarão na elite do futebol brasileiro. Se o Ceará não cair, será mais um nordestino na série A em 2012, além do Bahia que já escapou do rebaixamento neste ano.

No Rio Grande do Norte, o ABC se manteve na série B e, para a mesma série, subiu o América e, justamente, em cima do Paysandu. O torcida bem que poderia boicotar. Não pagar mais um centavo sequer, enquanto não percebesse um trabalho correto em Remo e Paysandu. Os dirigentes precisam entender que os torcedores não são burros e as coisas do jeito que estão não podem continuar. Logo teremos o campeonato paraense, competição de baixa qualidade, mas que será ou deverá ser, o início para um trabalho melhor planejado e dando tempo para que treinadores organizem melhor suas equipes. O Remo parece que pretende seguir nesta linha. Mas vamos esperar até a primeira derrota do treinador Sinomar Naves. Aguardemos.
Perguntinha: quem vencerá o brasileirão, Corinthians ou Vasco? Pelo Ricardo Gomes, gostaria que o Vasco vencesse. Um abraço.

Hiperpartidarismo pode prejudicar a governabilidade, diz presidente do TSE em palestra

No início da noite desta sexta-feira (25), o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Ricardo Lewandowski, abriu o encontro “Discussões Eleitorais”, no qual destacou o prejuízo que o “hiperpartidarismo” – hoje com 29 legendas registradas no TSE – pode trazer à governabilidade do país. O evento foi organizado pela Escola Judiciária Eleitoral do Tribunal Regional da Bahia e foi realizado no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador.
“Com 29 partidos é muito difícil chegar a um consenso e ter a governabilidade no âmbito do Legislativo. O consenso não se faz mediante idéias, projetos e programas”, disse o presidente do TSE ao comentar o cenário político atual, traçando um paralelo entre o pluripartidarismo - assegurado pela Constituição Federal e que possibilita a existência de partidos políticos com ideologias distintas – com o que denominou de hiperpartidarismo, citando a quantidade excessiva de agremiações registradas na Corte Eleitoral. 
Papel da Justiça Eleitoral
Ao proferir a palestra sobre o histórico e o papel da Justiça Eleitoral brasileira, o ministro Ricardo Lewandowski salientou ter a convicção de que, “sem o fortalecimento constante da Justiça Eleitoral e o aperfeiçoamento da legislação, a democracia e as instituições republicanas de nosso país não teriam se consolidado”.
Lewandowski destacou ainda, em relação a parte histórica, as conquistas dos eleitores brasileiros no código eleitoral de 1932, tais como o voto secreto, sufrágio feminino, bem como a criação de uma cédula oficial de votação única, pelo código de 1950. Lembrou ainda que o diploma de 1932 apresentava o sistema distrital.
Medalha
Ainda na capital baiana, o ministro Ricardo Lewandowski foi condecorado com a Medalha Esquadrão Tenente Vaz. A homenagem foi prestada pela Associação dos Oficiais R/2 do Exército na Bahia (AORE-BA) em virtude da formação militar do ministro, que é segundo-tenente da Reserva do Exército, da Arma de Cavalaria, formado no Curso Preparatório de Oficiais da Reserva de São Paulo (CPOR/SP) em 1967.
“Portanto é uma associação que relembra aqueles que se sacrificaram em prol da pátria. Eu tenho a honra de ser oficial da reserva e estou sendo homenageado nesta qualidade. É uma homenagem que não só me sensibiliza, me honra bastante, em função de todo esse contexto histórico que ela relembra, mas também me traz à memória a minha juventude.”, disse o presidente do TSE ao agradecer a honraria e rememorar os pracinhas brasileiros, que, quando na ativa, morreram em serviço.
A Medalha Esquadrão Tenente Vaz foi criada em 2007 pela Ordem dos Cavaleiros do Esquadrão Tenente Vaz, com sede no Rio de Janeiro-RJ, como forma de reconhecer o trabalho de militares ou civis que tenham se consagrado por sua dedicação e operosidade.

sábado, 26 de novembro de 2011

O que vale mais: um preso ou um estudante?

Ruth de Aquino, ÉPOCA
Alguns números falam mais do que mil palavras. No Brasil, um preso federal custa o triplo de um aluno do ensino superior. E um preso estadual demanda quase nove vezes o custo de um estudante do ensino médio. A princípio, o que uma coisa tem a ver com a outra? Tudo. Há carência de recursos tanto em escolas quanto em prisões. Mas o absurdo maior é a negligência do Brasil com o saber, com o conhecimento.
Quando essa equação vai fechar? Vamos gastar muito mais com os presidiários se quisermos tornar as cadeias brasileiras menos degradantes. O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, prometeu que “agora vai”.
Não sei se você, assim como eu, sente vergonha ao ver as cenas de mãos saindo pelas grades. São seres humanos empilhados, espremidos e seminus. É um circo dos horrores. E piora nos rincões remotos do Norte e Nordeste, longe das câmeras.
Mesmo assim, o Estado gasta mais de R$ 40 mil por ano com cada preso em presídio federal. E R$ 21 mil com cada preso em presídio estadual.
Esses valores, absolutos, não significam nada para nós. Mas, se dermos uma olhada no nível de instrução dos 417.112 presos, ficará claro como os dois mundos, o das escolas e o das prisões, estão intimamente ligados.
Dos nossos detentos, mais da metade (254.177) é analfabeta ou não completou o ensino fundamental. O menor grupo é o que concluiu a faculdade: 1.715 presos. Esses números estão no relatório do Departamento Penitenciário Nacional (Depen) do ano passado. Os presídios são um retrato de nossa sociedade. Do lado de fora, poucos têm acesso a universidades. E criminosos ricos e influentes podem pagar bons advogados.
Poderíamos ficar resignados a nosso destino de país pobre em desenvolvimento humano. Poderíamos também construir macropresídios seguros para prender cada vez mais gente em cômodos amplos, com direito a boa alimentação, pátios, esportes e reeducação.
Poderíamos melhorar a gestão penitenciária e reduzir a roubalheira. Em algumas cidades, os presos começam a ser soltos por falta de espaço. 
Leia a íntegra em O que vale mais: um preso ou um estudante?

XVII Congresso Brasileiro de Engenharia de Pesca

Local: Hangar 1, Auditórios e Multiuso
Data:
27/11/2011 até 01/12/2011
Hora:
09h
Engenharia de Pesca: Construindo o Desenvolvimento Sustentável do Setor Pesqueiro Nacional.
Um grande evento voltado para Engenheiros e técnicos de Pesca de todo Brasil. O encontro desse ano congregará diversos setores da aquicultura ao promover eventos paralelos tais como a EXPO CONBEP - FEIRA DE AQÜICULTURA E PESCA; I SEMINÁRIO DO CARANGUEJO-UÇÁ NO NORDESTE PARAENSE; I FÓRUM DO SETOR PESQUEIRO PARAENSE; III ENCONTRO DE OSTREICULTURA DO NORDESTE PARAENSE E II WORKSHOP DE CULTIVO DO PIRARUCU.
Confirmada a presença do Ministro da Pesca Luiz Sérgio Nóbrega de Oliveira.

Realização: AEP, FAEP-BR, ABEP, SEBRAE, SEPAq.
Maiores informações e Inscrições: www.conbep2011.com.br