Translate

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

ELEITOR, QUAL É A SUA?

Por curiosidade, pergunto para algumas pessoas em quem votarão para prefeito em Belém em outubro deste ano. A cada dez pessoas, uma diz em quem votará. O restante assegura ainda não ter definido nomes, considerando que o momento será para a escolha de prefeito e vereador.
 
E aí me pergunto: Será verdade? Ou os eleitores apenas escondem o jogo? E se escondem o jogo, qual será o motivo? Medo de perder isso ou aquilo?
 
 
Inteligência, em busca de alguma conquista mais na frente?
 
 
Ou é mesmo uma apatia diante da opinião de que a maioria dos políticos são trapaceiros e sem compromisso com o povo?
 
 
Seja qual for a resposta, não sinto a massa envolvida como em outrora, pelo menos em Belém do Pará.
 
Enquanto isso, Edmilson do PSOL na frente em todas as pesquisas. A dúvida fica com a segunda colocação: Priante do PMDB ou Zenaldo do PSDB.
 
Também não está claro se haverá  segundo turno na capital paraense.  

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Conselhos Municipais discutem melhoria da educação em todo o Estado

Começou hoje (28) e vai até a próxima quinta-feira 30, o I Encontro de Conselhos Municipais de Educação do Pará, no teatro da Fundação Ipiranga. Várias conferências e debates estão na pauta nesses dois dias, sendo que no dia 30, os conselheiros terão a oportunidade de conhecer o funcionamento do pleno do CEE/PA e suas instalações.
As dimensões do Estado dificultam a participação massiva dos municípios, mas até o primeiro dia do encontro já eram 40 inscritos. Viajar quase 40 horas de barco, vindo do município de Anajás, no arquipélago do Marajó, não “tirou as forças”, como se costuma falar no jargão popular, por exemplo, do professor Marco Antonio Paiva, presidente do Conselho Municipal de Educação de Anajás para participar do Encontro. Para ele é uma oportunidade única e não dava pra desperdiçar."Viemos em busca de informações e isso é muito importante pra nós que moramos muito longe do capital", disse.
Durante a conferência de abertura proferida pela profª Suely Menezes, presidente do CEE/PA, a cerca do tema “O Papel do Conselho Municipal na Gestão do Sistema de Ensino” foram abordadas diversas questões entre as quais a necessidade de se agilizar a implantação dos sistemas municipais de educação e, consequentemente “a elaboração de seus planos municipais de educação para que se possa responder de forma concreta que escola queremos para as nossas cidades”, ressaltou.
Com relação a crise educacional ela colocou que ainda “não conseguimos superar nossos déficits educacionais, muito embora as reformas e as políticas públicas adotadas a partir da promulgação da CF de 1988 tenham promovido avanços quantitativos nas últimas décadas”. E finalizou destacando que “precisamos implementar políticas públicas que garantam a oferta de educação básica, gratuita e de qualidade para todos”, defendeu.
Em sua saudação, o presidente da UNCME, prof. Farncisco Willams Lima parabenizou a iniciativa do CEE em promover a interação entre os Conselhos Municipais e definiu o momento como muito importante por oportunizar que os conselheiros troquem experiências e pactuem para a melhoria da educação em todo o Estado.
A coordenadora da mesa de abertura, profª Maria Lucia Vestapen, presidente do Conselho Municipal de Educação de Belém enfatizou a importância do evento e elogiou a forma de celebrar os 50 anos do CEE. "Isso demonstra que é por meio do trabalho que se consegue garantir os direitos à uma educação digna para nosso povo.”, destacou.
Ao final, a profª Suely agradeceu as parcerias que estão contribuindo para a realização dos eventos do Jubileu citando a Uepa, Seduc, Undime, Associações de municípios, Fundação Ipiranga, Sinepe, distribuidora Norte Livros, entre outros.
O coral da Seduc mais uma vez animou a plateia com algumas canções da MPB, sob a regência do maestro Anderson Reis.
Texto:Tereza Vasconcelos
CEE/PA

sábado, 25 de agosto de 2012

NOVA PESQUISA E CANDIDATO DO PREFEITO NÃO DECOLA.

Outra pesquisa para Prefeitura de Belém. Agora é do Instituo Vox Populi. Edmilson do PSOL continua na frente, com queda de 5% em relação à pesquisa do IBOPE. Está com 37%. Ainda comparando a do IBOPE, a segunda colocação agora é de Zenaldo do PSDB que saiu de 12% para 15%. Na terceira posição vem Priante do PMDB que desabou 11%. O pemedebista tinha 22%. Jordy ainda é o quarto colocado, só que com 7% e não mais com 5%. Em seguida Jeferson do PP com 4%. Antes tinha 5%. Anivaldo do PR e Alfredo do PT empatam com 2%. Anivaldo se manteve e o petista subiu 1%. Leni do PPL, Marcos do PRTB e Pimentel do PSL não conseguiram chagar à marca do 1%. Edmilson deve ter perdido 3% para Zenaldo, 1% para Alfredo e 1% para os três que aparecem com zero%. Fica a pergunta de um leigo no âmbito de análises de pesquisas eleitorais: Para onde foram os 11% que Priante perdeu? Para nulos e brancos? Também queria saber se os institutos deixaram de simular um segundo turno ou se o Jornal O Liberal omitiu tal simulação. Se não, tudo bem. Se sim, por que será? será por quê?
E o candidato do prefeito atual, hein? Nada de decolar.

terça-feira, 21 de agosto de 2012

PASSAGEM DE ÔNIBUS: ESTUDANTES AINDA NA BRONCA COM O AUMENTO.

Pelo menos houve reunião entre o Prefeito de Belém, Duciomar Costa, a titular da CTBEL, Drª Ellen Margareth e representantes dos estudantes, que buscam sensibilizar as autoridades, no sentido da anulação do recente aumento nos preços das passagens de ônibus na capital paraense. Não sei se houve acordo. Qualquer novidade será divulgada aqui no Blog. Confesso que fiquei surpreso com a atitude do Sr. Duciomar em receber a juventude. Não é normal esse posicionamento por parte de prefeitos, principalmente nas capitais. O papo acontece normalmente com assessores e/ou secretários e sempre o tratamento para com a polulação é o pior possível. Pelo menos quando não é período eleitoral. Será que os estudantes foram recebidos justamente por ser uma época de caça aos votos? É só uma pergunta... 
Só sabe sobre o sofrimento de pagar R$ 2,20 por uma passagem de ônibus quem recebe salário mínimo, gasta pelo menos duas passagens por dia, multiplicado por umas três pessoas na família. No final do mes a situação é triste. A maioria da população, mesmo ganhando um pouco mais que o referido salário, ainda sofre para dar conta do ônibus e das outras despesas mensais. Dentre os desejos, qual prevalecerá? dos empresários ou das famílias dos estudantes. 

LULA ABORRECIDO COM ALIANÇA ENTRE PSDB E PSB EM BELÉM. PODE?

PT e PSDB coligados em 300 municípios por esse imenso Brasil.

Em política, boi voa, viu?

Mas Lula está chateado com coligação do PSB com o PSDB na terra da manga. 
Não devia. Não nos esqueçamos da nojenta, infeliz e desrespeitosa aliança do PT com o Maluf em São Paulo. E a coerência? Ô raça! Acho que até dia 07 de outubro, alguns petistas vão me varrer de suas listas lá no facebook. Se bem que, quem é amigo de verdade, compreende meus argumentos.

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

MILAGRES NAS ELEIÇÕES 2012 EM BELÉM

Ereções, ou melhor, eleições 2012. Há cientista político em Belém acreditando que Dudu decola campanha de Anivaldo pelo seu poder de intervenção e talvez com uso da "máquina". Este humilde pedagogo duvida. Não torce contra. Duvida. Sair de 2% para pelo menos uns 15%, vai precisar de uns 13 BRTs. Se eu errar, faz parte. Enquanto isso, Edmilson do PSOL está com 44% e Priante do PMDB com 22%. Essa é a realidade do momento. Há quem acredite que a campanha no rádio e na tv vai operar milagres. Continuo desconfiando. Horrível mesmo é a posição de Alfredo Costa do PT com apenas 1%. Certamente já há muito voto petista antecipado para Edmilson.

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Como justificar sua ausência

O eleitor que estiver fora do seu domicílio eleitoral no dia das eleições deverá justificar a ausência. Para isso, o eleitor deve comparecer à seção mais próxima para apresentar ao mesário o formulário "Requerimento de justificativa eleitoral" preenchido, junto com seu título de eleitor ou documento oficial com foto (carteira de identidade, de trabalho, funcional ou certificado de reservista).

Atenção: mesmo que não esteja portando seu título, o eleitor deve saber o número de sua inscrição eleitoral, que pode ser consultado pela internet ou nos cartórios eleitorais. O formulário para justificativa estará à disposição - gratuitamente - nos Cartórios Eleitorais, nas Centrais de Atendimento ao Eleitor ou no site do TSE no período de 10 dias anteriores ao pleito até o encerramento da votação.

Não há limitações para o número de vezes que se pode justificar o voto. É possível, ainda, a justificativa no prazo de 60 dias após cada pleito, a qual deverá ser redigida, anexando cópia do título eleitoral ou documento de identificação pessoal, juntamente com o respectivo documento comprobatório da impossibilidade (atestado médico, comprovante de viagem, entre outros), dirigido ao juízo eleitoral da sua inscrição (veja o endereço do seu cartório eleitoral), para análise.

Para contagem do prazo, cada turno é considerado uma eleição.

E se eu não justificar a ausência no dia da Eleição?
Você poderá, em até 60 dias após a eleição, apresentar a justificativa no seu cartório eleitoral. Para quem não votar no primeiro turno, o prazo encerra-se em 2 de dezembro. O eleitor que não votar e não justificar a ausência nos casos previstos em lei é multado em valor fixado pela Justiça Eleitoral.

Estou doente ou hospitalizado e não poderei votar. Como proceder?
Se o eleitor não puder se locomover até sua seção eleitoral, deverá apresentar, no prazo de 60 dias, no cartório eleitoral onde está inscrito, pessoalmente ou por familiar, um atestado médico de que estava doente no dia das Eleições.

Quais são os prejuízos para quem não votar, não justificar a ausência nem pagar multa?
O eleitor não pode:
— Inscrever-se em concurso público ou tomar posse em cargo público;
— Receber pagamento por serviços prestados a órgãos públicos ou empresas mantidas ou subvencionadas pelo governo;
— Participar de concorrência pública;
— Obter empréstimo em instituições financeiras que tenham participação do governo;
— Obter passaporte ou carteira de identidade;
— Fazer ou renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo.

Para o eleitor no Exterior

Regularização
O eleitor no exterior que deseja regularizar a sua inscrição eleitoral deverá comparecer à repartição Consular ou Embaixada do Brasil que atenda a sua localidade. O interessado deve portar documento oficial de identificação, ou comparecer a qualquer Cartório Eleitoral ou Central de Atendimento ao Eleitor, quando retornar ao Brasil.
Justificativa de ausência
O eleitor que se encontrar fora do país, no dia das eleições, tem 30 dias, a partir da data que retornar ao Brasil, para procurar o cartório de sua Zona Eleitoral e justificar a ausência às urnas. Para isto, deverá redigir uma justificativa, anexar uma cópia de seu passaporte com carimbo de entrada no Brasil e/ou tíquete de passagem que comprove o retorno, portando seus documentos pessoais.
Residentes no Exterior que não transferiram sua inscrição para Consulado ou Embaixada devem enviar sua justificativa pelo correio. Para tanto, o TRE-DF disponibiliza, em seu site, no período eleitoral, o requerimento de justificativa. Além disso, o formulário pode ser encontrado nas embaixadas ou consulados brasileiros. Este documento deverá ser impresso, preenchido - inclusive com o número do título de eleitor — e enviado ao juiz responsável pela sua Zona Eleitoral, no prazo de 60 dias a contar de cada turno de votação.

Saiba os documentos necessários para votar

Para votar na eleição deste ano — e em um eventual segundo turno — o eleitor precisará apresentar apenas um documento com foto. A exigência de exibição do título eleitoral, estabelecida pela minirreforma de 2009, foi derrubada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) nas vésperas da eleição de 2010.
Quais documentos com foto valem?Carteira de identidade, Carteira de trabalho, Carteira de motorista com foto, Carteira funcional (OAB, CREA, etc.), Certificado de reservista e Passaporte.
Quais documentos não serão aceitos?
Certidão de nascimento ou de casamento, carteira de estudante ou de clubes.
E se eu tiver perdido o título de eleitor?
Se você souber onde fica a zona e a seção eleitoral em que está cadastrado, não há problema: é só ir ao local correto e se apresentar à mesa de votação munido de documento com foto.

Fonte:http://wp.clicrbs.com.br/guiadoeleitor2012/2012/03/30/saiba-os-documentos-necessarios-para-votar/?topo=13,1,1,,,13

terça-feira, 7 de agosto de 2012

O que pode e o que não pode no dia da eleição

Para evitar problemas e votar com tranquilidade, o eleitor deve estar atento a algumas restrições impostas no dia do pleito. Confira abaixo uma lista do que pode e do que não pode ser feito:

Distribuição de materiaisA distribuição de panfletos ou brindes (camisetas, bonés, chaveiros, canetas) contendo propaganda eleitoral é proibida no dia da votação.


Uso individual de broches, bandeiras ou adesivosO uso de broches, bandeiras ou adesivos que constituam manifestação silenciosa da preferência do eleitor é permitido. No entanto, é proibida a aglomeração pública de pessoas com vestuário padronizado.

Uso de santinho ou colaO Tribunal Superior Eleitoral (TSE) permite e inclusive incentiva o eleitor a levar consigo um "santinho" ou "cola" com o número dos candidatos nos quais deseja votar para a cabine eleitoral.

Boca de urnaBoca de urna, além de proibido, é crime e pode resultar em prisão. Quem flagrar alguém fazendo boca de urna deve comunicar a Brigada Militar.

Bandeiras e cartazes móveisSó são permitidas as presenças de bandeiras ou cartazes móveis nas ruas até às 22h da véspera do dia das eleições, e desde que não atrapalhem o bom andamento do trânsito.

Propaganda em veículos de transporte públicosÉ proibida a veiculação de propaganda em veículos de transporte público, desde ônibus até táxis e lotação, por tratarem-se de serviços que depende de cessão do poder público.

Propaganda em bens particularesA propaganda em bens particulares — como pinturas em muros ou uso de faixas nas fachadas de residências — é permitida, desde que espontânea e gratuita.

Comícios e carreatasEstão proibidos no dia do pleito. A realização constitui crime punível com prisão e multa.

ShowmíciosShowmícios e eventos para promoção de candidatos com a apresentação de artistas, remunerados ou não, estão proibidos durante todo o processo eleitoral.

Uso de aparelhagem de somÉ proibido o uso de alto-falantes e aparelhagem de som no dia do pleito.

Bebida alcoólicaA legislação eleitoral não prevê a proibição da venda ou do consumo de bebidas alcoólicas no dia da eleição.

Votar por outra pessoaÉ crime e pode resultar em até três anos de prisão.

Uso de celular na cabine eleitoralO uso na cabine eleitoral de telefones celulares ou qualquer outro tipo de equipamento tecnológico que possa comprometer o sigilo do voto — máquinas fotográficas, filmadoras, etc — é proibido.

O dia da votação

 

Este ano, você vai votar para perfeito, vice-prefeito e vereador.

Há um limite de tempo para que o eleitor vote?
Não, mas após um minuto sem que nenhuma tecla seja pressionada, o mesário poderá suspender a votação do eleitor. A decisão de suspender ou não é do presidente da mesa, que deve zelar pelo direito ao voto do eleitor e pelo bom andamento dos trabalhos da seção.

É permitido entrar com santinhos na cabine de votação?
O eleitor pode entrar com santinhos na cabine. A própria Justiça Eleitoral recomenda o uso da cola para facilitar a votação. Só é proibido distribuir esse material no dia da eleição.

O que é permitido e proibido vestir e portar no domingo da eleição?
É permitido usar camisas, bonés, broches, adesivos, flâmulas ou bandeiras (dentro da seção eleitoral devem estar enroladas) de partidos ou candidatos.
É proibido distribuir material de campanha durante o pleito. Os eleitores também não podem entrar na seção com celulares ou aparelhos eletrônicos ligados. O uso de alto-falantes e amplificadores de som é proibido no dia da eleição.

A votação na urna eletrônica pode ser fraudada?
Não. A urna eletrônica tem programa elaborado por várias equipes que, individualmente, não conhecem a totalidade do sistema. As senhas usadas pela Justiça Eleitoral na transmissão de dados tornam o sistema imune a fraudes.

E se a urna eletrônica estragar?
Se não for possível repor a urna, a votação será feita pelo sistema tradicional.

E se eu só me lembrar do nome, e não do número do candidato, como faço para votar?
Na seção eleitoral estarão afixadas relações completas com os nomes e números dos candidatos, uma por ordem alfabética e outra por ordem numérica.

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Julgamento da AP 470 prossegue nesta sexta-feira (3)

Foto: O Globo
Encerrada a sessão plenária desta quinta-feira (2) após a leitura, pelo ministro Joaquim Barbosa, do resumo de seu relatório, o julgamento da Ação Penal (AP) 470 pelo Supremo Tribunal Federal será retomado nesta sexta (3), a partir das 14h, com a manifestação do procurador-geral da República, Roberto Gurgel. Ele disporá de até cinco horas para fazer a sustentação oral da acusação dos 38 réus.
Pelo cronograma previsto, a manifestação do procurador-geral ocorreria na primeira sessão de julgamento do processo. A defesa do réu José Roberto Salgado, no entanto, suscitou questão de ordem na qual pedia o desmembramento do processo em relação aos acusados sem prerrogativa de foro no STF. A análise desse pedido, que foi endossado no plenário pelos advogados dos acusados Marcos Valério e José Genoíno, adiou a exposição do procurador-geral.
Relatório
Superada a questão de ordem com a rejeição do pedido de desmembramento, o ministro Joaquim Barbosa, relator da AP 470, apresentou de forma resumida seu relatório, cuja íntegra tem 122 páginas e está disponível aos interessados desde dezembro de 2011.
O relatório contém os crimes imputados aos réus na denúncia formulada pela PGR (formação de quadrilha, corrupção ativa e passiva, peculato, lavagem de dinheiro, evasão de divisas e gestão fraudulenta de instituição financeira), os principais pontos da acusação e das defesas, e um resumo da tramitação do processo desde o oferecimento da denúncia no Inquérito 2245, convertido na Ação Penal 470. A denúncia foi recebida pela Corte em 2007.
Fonte: STF

Seminário As Mulheres e as Eleições

O Movimento de Mulheres do Nordeste Paraense e Articulação de Mulheres Brasileiras estão promovendo no período de 15 a 17 de Agosto de 2012, na Sede da Associação de Desenvolvimento Comunitário – ADESC em Santa Maria do Pará, o Seminário As Mulheres e as Eleições: uma Análise de Gênero no Espaço da Política.
O seminário tem por objetivo:
Debater a Igualdade de Gênero, incentivando a participação da mulher nos espaços de poder e decisão.
Data e hora de inicio e termino da atividade:
Inicio: Dia 15/08 as 14:00 h.
Termino: Dia 17/08 as 12:30 h.